Record

Abel Ferreira com duras críticas: «Se o estádio não estiver cheio amanhã a culpa é da Liga»

Treinador do Sp. Braga aponta o dedo aos preços dos bilhetes da Allianz Cup

• Foto: Simão Filho
Abel Ferreira criticou duramente a Liga por causa do preço dos bilhetes para o encontro com o Sporting, encontro das meias-finais da Allianz Cup agendado para quarta-feira (19H45) no Estádio Municipal de Braga.

"Se amanhã o estádio não estiver cheio, a culpa é da Liga. Fico triste quando se olha só para o lado económico. Tirando isto, espero que seja um grande espetáculo. Os que têm maior poder económico, que possam vir e apoiar-nos aqui; os que ficarem em casa que criem uma onda positiva porque também contamos com esses", afirmou o treinador na antevisão ao encontro.

Sobre a expectativa para o jogo frente aos leões, Abel sublinhou o caráter "único" da partida. "Acima de tudo, espero que seja um grande espetáculo. Posso garantir que estamos preparados para este grande desafio, contra um adversário com muitos recursos individuais e coletivos. Espero que seja um grande jogo. O futebol é um espetáculo. É o que vamos tentar proporcionar amanhã. Temos a convicção do que temos que fazer, isso é que tem que nos dar confiança. Não interessa quem está à frente ou atrás no campeonato. Este é um jogo a eliminar, o favoritismo é repartido entre todos. Queremos estar presente na final", disse.

E prosseguiu: "Enquanto treinadores, olhamos para cada jogo e fazemos o estudo do adversário para tentar implementar uma mais-valia na nossa estratégia. Acredito que o nosso adversário o possa fazer. Estamos preparados para ambas as situações: jogar contra uma equipa que nos possa vir pressionar ou que jogue num bloco mais médio. O adversário fez algumas alterações no ataque posicional. Esperamos um adversário com uma ideia de jogo definida, com uma identidade própria. Estudámos e estamos preparados para o teste de amanhã".

Questionado se o facto de uma possível vitória na Allianz Cup fortalecer o lugar do Sp. Braga entre os grandes, Abel Ferreira não fez "cenários". "Sabem quais são as diferenças que existem, temos a nossa própria pressão. Há muito que trabalhar e por que crescer. O nosso desafio é, com menos, procurar estar ao nível dos grandes. É perceber que, individualmente, ainda estamos longe. Mas, coletivamente, conseguimos competir com essas equipas, porque somos uma equipa muito competitiva. Vamos canalizar toda a nossa energia para o jogo de amanhã".
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sp. Braga

Notícias

Notícias Mais Vistas