Abel Ferreira: «Quando pedi o Paulinho ao presidente ele quase me batia»

Técnico arsenalista dissertou sobre o longo trabalho de preparação de uma temporada

Abel Ferreira foi um dos oradores convidados do 5º painel do World Scouting Congress, destinado ao tema "Mercado de Transferências".

Explanando todos os âmbitos que devem ser abrangidos na preparação de uma temporada, o técnico do Sp. Braga revelou que há um grande trabalho de todos os departamentos do clube na observação e análise de possíveis reforços, dando, inclusive, os exemplos de Paulinho e João Novais.

"Eu comecei a trabalhar como treinador numa estrutura de três treinadores. Neste momento existem departamentos em todas as áreas, que colhem toda a informação. O segredo aqui, e sendo que nós não temos os mesmos recursos, é tentar chegar primeiro. Fomos buscar o Paulinho, o Murilo – que eu acredito que pode ser uma agradável surpresa -, e nestes casos deves ajustar as expectativas e as do jogador, porque se viu nele algo que a médio prazo pode ajudar. O Paulinho era um jogador que estava a custo zero. Eu lembro-me da primeira vez que falei do Paulinho. Tinha acabado de ser contratado para a equipa principal e quando eu disse ao presidente para ir buscar o Paulinho ele olhou para mim e quase me batia. Mas a verdade é que todos os resumos que íamos ver dos adversários, no Gil Vicente, era sempre o Paulinho, na assistência ou no golo", referiu, falando, de seguida de João Novais e de… Krovinovic.

"O segredo é chegar primeiro que os outros. O ano passado com o João Novais quisemos chegar primeiro porque já tínhamos perdido o Krovinovic. Só assim era possível, porque se não ia disparar para outros valores que eram impossíveis para o Sp. Braga", apontou.

Por Pedro Morais
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sp. Braga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.