Abel Ferreira: «Tirem o VAR, por favor!»

Técnico do Sp. Braga bastante agastado com o trabalho do árbitro

Abel Ferreira deixa apelo: «Não metam linhas nas transmissões»

Desapontado pelo afastamento do Sp. Braga da Allianz Cup, devido a uma derrota nos penáltis diante do Sporting, Abel Ferreira deixou duras críticas ao trabalho da equipa de arbitragem, nomeadamente no que ao VAR diz respeito. Em causa está o golo anulado aos minhotos na segunda metade e que deixou o treinador bracarense à beira de um ataque de nervos.

"Eu nem sei o que diga. Nós temos de perceber por que é que o futebol português está mau. Seguramente que eu como treinador tenho muito para melhorar, o meu comportamento, se calhar tenho de ter mais calma, mas quando olho para este microfone, vejo o que está aqui, que é preto e amarelo. Não tem azul e cinzento. Esse é que é o grande problema. Disse isto ao árbitro, com todo o respeito e educação, porque lá em baixo estão homens de família, que trabalham todos os dias para ter melhores condições para dar à sua família. E se eu não ganhar o jogo eu vou-me embora. Se não ganhar os jogos, o presidente despede-me", começou por dizer, à SportTV, prosseguindo depois o tom de crítica.

Árbitro anulou segundo golo ao Sp. Braga após indicação do VAR e minhotos ficaram furiosos
"E hoje o que assistimos... Não vou dizer o que o meu coração sente. Vou usar a sabedoria dos sábios e deixar que as pessoas olhem, analisem e que o futebol português tenha coragem de mudar o que está mal, que penalize quem tem de penalizar se quisermos um futebol melhor. É muito triste chegar ao balneário e ver aqueles homens. Ia falar de questões monetárias, mas é melhor não dizer o que sinto. O que sinto é que quando erro tenho de ser despedido... E quando se erra a olhar para imagens, quando conseguimos em dois dias poder fazer uma reflexão e ver... comparem os lances, vejam os lances. Tirem o VAR, por favor! Se é para fazer isto, tirem o VAR. Deixem os árbitros errar à vontade, deixem-me errar à vontade, deixem os jogadores errar à vontade. Porque com o VAR e com o erro fica difícil para quem está em casa perceber o erro. Quando tenho acesso ao VAR e vejo uma coisa ontem e outra hoje, por favor desliguem. E outra: não metam linhas. Se o VAR não tem linhas, não metam linhas para quem está em casa, porque isso confunde as pessoas", referiu.

Abel dá murro na mesa: «Não sabia que a injustiça me tirava do sério»
"A única coisa que peço - e aproveito aqui para dar os parabéns ao Sporting, porque foi mais feliz nos penáltis -, é que de uma vez por todos as pessoas que mandam no futebol - porque eu não mandou nada - se juntem na mesma mesa, façam uma reunião de condomínio, que deixem as suas quintinhas de lado e que procurem valorizar o espectáculo e os jogadores. E que procurem, acima de tudo, credibilizar o futebol".

Análise ao jogo

Keizer: «Desta forma o VAR não é suficientemente bom para mim...»
"Vou falar do positivo, que foi aquilo que feito sempre, que é jogar para vencer, seja contra quem for, onde for. Usar todas as armas possíveis para derrotar os nossos adversários. Fizemos isso na primeira parte. Na segunda parte foi mais equilibrado, mas entrámos muito bem no jogo. Fizemos um golo, depois procurámos controlar o jogo com um bloco médio, para tapar o jogo interior do Sporting. Fomos conseguindo... Depois o adversário acaba por fazer um golo de bola parada, num lance que é difícil combater, por causa da estatura do Coates. Entrámos muito fortes na segunda parte e se o objetivo do futebol é o golo, nós fizemos o 2-1. Continuámos a jogar, metemos uma bola na trave e, enfim, fizemos uma segunda parte muito boa... É verdade que tentámos, fizemos as substituições sempre com intuito de resolver o jogo nos 90 minutos, porque sentimos durante a segunda parte que era possível, mas infelizmente vamos ver esta final em casa, de forma muito injusta"

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sp. Braga

Notícias

Notícias Mais Vistas