Armas na reserva apontam à Suíça

Jogadores poupados na Madeira

• Foto: Luís Vieira

O Sp. Braga regressou da Madeira com uma vitória que mantém o rival V. Guimarães a uns confortáveis 10 pontos de distância, mas a rotação de recursos que o técnico Paulo Fonseca promoveu frente ao Marítimo comprovou a estratégia que está a ser preparada para Sion, onde os minhotos vão iniciar a discussão pelo acesso aos oitavos-de-final da Liga Europa.

Uma gestão de prioridades assente o contexto competitivo decisivo que se aproxima e à ambição de continuar a fazer história e, consequentemente, a encaixar prémios financeiros na prova da UEFA. Matheus, Baiano, Vukcevic, Luiz Carlos, Alan, Rafa e Stojiljkovic constituem uma verdadeira guarda suíça que pode sustentar a fé ‘papal’ de Paulo Fonseca em prolongar a saga europeia.

Argumentos suficientes para o treinador ligar o botão do piloto automático no campeonato. Aliás, como se pode verificar pelo quadro ao lado, dos sete jogadores que muito provavelmente vão entrar na equação de Paulo Fonseca para Sion, apenas dois elementos tiveram oportunidade de jogar alguns minutos frente ao Marítimo.

Gestão ponderada

Com o Sp. Braga a disputar quatro provas - campeonato, Taça da Liga, Taça de Portugal e Liga Europa - a rotatividade acaba mesmo por ser a única alternativa viável para Paulo Fonseca manter todos os horizontes em aberto. Uma rotação de recursos que já tem vindo a ser aplicada desde o arranque da temporada, apesar de que o volume de jogos desde janeiro tenha forçado a mexidas mais pronunciadas em cada desafio.

Por Pedro Malacó
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sp. Braga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.