Artur Jorge chorou no fim: «Era uma missão muito mais emocional para mim»

Treinador do Sp. Braga e a sensação de dever cumprido

• Foto: Lusa

A análise de Artur Jorge, treinador do Sp. Braga, ao triunfo (2-1) sobre o FC Porto, que garantiu o 3.º lugar no campeonato.

Uma mensagem da sua mulher nas redes sociais diz que "afinal, os santos da casa ainda fazem milagres". Concorda?

– Sinceramente ainda não vi isso (risos). Não sou santo e também acredito pouco em milagres, mas fizemos história. Sinto-me muito satisfeito e honrado com o que conseguimos. Tivemos um prémio neste final e sempre acreditamos que isto era possível. Nem tudo correu bem, mas acabou bem e isso é que interessa.

– Chorou o final. O que sentiu?

– Esta era uma missão muito mais emocional para mim. É o meu clube, estou na minha casa é uma oportunidade que desejava há muito. Foi uma tarefa grande, mas com o dever cumprido de contribuir para os objetivos do Sp. Braga. Fiz questão de mostrar aos jogadores que havia ali sempre muita competência.

– O seu futuro vai mudar?

– Não sei. Ainda não tive a conversa que sei que vou ter com o presidente.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sp. Braga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.