Câmara de Braga diz que só vai comparticipar custos das obras no exterior do estádio

Ao contrário do que disse António Salvador

O presidente da Câmara Municipal de Braga (CMB), Ricardo Rio, disse esta quinta-feira à agência Lusa que a autarquia só vai comparticipar os custos relativos à intervenção na alameda do estádio municipal, mas não no interior do mesmo.

O autarca referiu que a CMB entende que as obras de melhoramentos das acessibilidades e funcionalidades do recinto, hoje apresentadas pelo arquiteto Eduardo Souto Moura, "são necessárias", porque essas falhas "saltam à vista de todos desde a sua construção".

Contudo, e contrariando afirmações do presidente do Sporting de Braga, António Salvador, na sessão que decorreu no auditório do estádio, Ricardo Rio frisou que a autarquia só comparticipará as obras no exterior do mesmo, na chamada alameda do estádio, e não no seu interior.

"A câmara autorizou o Sporting de Braga a desenvolver contactos com o arquiteto Souto Moura para arranjar soluções e corrigir essas situações, mas, no seu entender, a responsabilidade da sua execução caberá a quem usufrui e beneficia da sua utilização, ou seja, o Sporting de Braga", não cabendo à autarquia "o financiamento das mesmas", detalhou à Lusa.

Segundo António Salvador, porém, clube e autarquia vão partilhar os custos.

"Obviamente o estádio não é nosso, é municipal, embora a gestão seja do Sporting de Braga. Temos vindo a falar com a CMB e parte dos custos vão ser partilhados", afirmou.

Salvador deu o exemplo da alteração e colocação de mais elevadores no estádio: "Isso tem a ver com o funcionamento do estádio e claro que a câmara vai ter que assumir. Por outro lado, há obras que visam trazer receitas para o Braga, como na área 'corporate', e aí é o clube que vai assumir a responsabilidade", explicou.

"Acho que o presidente António Salvador expressou um desejo, mas não prestou uma informação rigorosa. A CMB já tinha transmitido que não iria comparticipar essas obras", respondeu Ricardo Rio.

As obras no interior do estádio estão orçadas em cerca de 2,850 milhões de euros e na alameda em 550 mil euros.

Para Ricardo Rio, são situações diferentes: "uma coisa é a intervenção no exterior, no espaço público, na melhoria do espaço envolvente e aí a CMB está disponível para colaborar e comparticipar."

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sp. Braga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0