CD dá razão ao Sp. Braga e iliba Raúl Silva após queixa do Benfica

Central foi expulso na Luz e suspenso por um jogo, por provocação, mas águias queriam mais

Os gestos de Raúl Silva que provocaram confusão e a expulsão do defesa do Sp. Braga

O Conselho de Disciplina da FPF deu razão ao Sp. Braga e ilibou Raúl Silva, num processo que teve início após uma queixa do Benfica. Na origem deste caso esteve o comportamento do defesa-central na Luz, no final da partida que terminou com uma vitória arsenalista, que lhe valeu, de resto, um segundo amarelo e a expulsão.

O jogador foi suspenso por um jogo, devido a comportamento provocatório, mas as águias queriam mais e pediram uma suspensão acrescida de um a dois jogos, por "comportamento ofensivo".

De acordo com uma nota de imprensa enviada às redações pelos bracarenses, esta tese terá sido defendida também pela equipa de arbitragem desse encontro, mesmo depois de o jogador ter pedido desculpas publicamente.

No entanto, o CD deu razão à argumentação do Sp. Braga e acabou por ilibar o defesa-central neste processo, uma decisão que os arsenalistas acolheram com agrado.

Eis a nota enviada às redações pelo Sp. Braga:

"O Conselho de Disciplina (CD) deu hoje razão ao SC Braga, num processo que teve como base uma queixa do Benfica, invocando alegado comportamento ofensivo do jogador Raúl Silva, no final do jogo disputado no Estádio da Luz (15/02/2020), o qual terminou com vitória do SC Braga, por 1-0.

Desta forma, e apesar da posição redonda e intransigente demonstrada pela equipa de arbitragem ao longo de todo este moroso período de esclarecimentos, o CD acabou por dar razão à argumentação do departamento jurídico do SC Braga, julgando improcedente a acusação que tinha sido elaborada com base na queixa do Benfica.

Num jogo intenso, disputado e vencido com inegável justiça pelo SC Braga, o final da partida ficou manchado por reações exacerbadas de parte a parte. Raúl Silva, ciente de que o seu comportamento não foi condizente com os valores que o SC Braga defende há quase 100 anos, pediu desculpas públicas imediatamente após o encontro.

De acordo com o relatório da equipa de arbitragem, Raúl Silva ter-se-á dirigido "ao público afeto à equipa adversária (…) fazendo gestos provocatórios, de troça e inflamatórios, concretamente cerrando ambos os punhos das mãos de forma efusiva e reiterada". O jogador viu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Foi-lhe aplicado um jogo de suspensão. Na opinião do SC Braga, tudo certo… até aqui.

O Benfica, de forma algo incompreensível, apresentou queixa ao CD, alegando que, além do comportamento já sancionado, o jogador teria adotado "linguagem ou gestos ofensivos, injuriosos e/ou grosseiros", o que resultaria em expulsão direta e num castigo suplementar de 1 a 2 jogos.

Depois de uma tentativa frustrada por parte do Benfica para sancionar o jogador, a qual foi rejeitada pelo CD devido a erro processual, foi instaurado processo comum. A Comissão de Instrutores noticiou a equipa de arbitragem para prestar esclarecimentos, os quais confirmaram a tese apresentada pelo Benfica.

O SC Braga e o jogador apresentaram a defesa, sustentando a contra-argumentação no facto de Raúl Silva ter mostrado publicamente arrependimento, sublinhando ainda que o jogador já tinha sido sancionado por comportamento "provocatório". 

O SC Braga requereu esclarecimentos adicionais à equipa de arbitragem - pedido esse que foi imediatamente aceite pelo CD -, com a resposta a ser novamente incompreensível, ainda para mais quando dada após visionamento das imagens televisivas: o jogador foi sancionado apenas e só por alegado comportamento provocatório. A tese do Benfica volta a ser confirmada.

Independentemente desta posição pouco compreensível por parte da equipa de arbitragem, o Conselho de Disciplina deu razão à argumentação do SC Braga. Registamos com agrado esta decisão, a qual entendemos ser a única possível e justa face aos factos profundamente analisados."

Por Pedro Morais
7
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sp. Braga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.