Record

Travão à indisciplina

CASOS DE LINZ E PEIXOTO RECORDARAM EPISÓDIOS DA ÉPOCA PASSADA

O afastamento de Roland Linz e a multa que será aplicada a César Peixoto, na sequência dos casos de indisciplina verificados no jogo com o Leixões, foram mais um indicador visível da vontade da SAD do Sporting de Braga em ver afastado de uma vez por todas o fantasma da indisciplina que ensombrou a carreira da equipa na temporada passada.

Contudo, apesar da determinação da administração arsenalista em impedir que alguns desses episódios rocambolescos se repetissem, a verdade é que, na presente época, foram já quatro os casos que colocaram de alguma forma em causa a autoridade do treinador ou a estabilidade da equipa. Tudo começou com Wender, um símbolo do clube, que demonstrou ao presidente António Salvador a sua insatisfação por não integrar as primeiras escolhas do treinador. Jorge Jesus não facilitou e excluiu definitivamente o brasileiro, levando-o à saída.

Dentro do campo, foi João Pereira quem recebeu a primeira ordem de expulsão dos arsenalistas na Liga, por pisar João Moutinho no encontro com o Sporting, deixando a equipa com menos um numa fase em que procurava recuperar da desvantagem no marcador. Depois destes indícios, mais motivos tem a SAD e a equipa técnica para terem mão pesada nos mais recentes casos.

Mais informações na edição impressa de Record.
2
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sp. Braga

Notícias

Notícias Mais Vistas

M