Tudo o que foi dito por Bruno de Carvalho na entrevista à Sporting TV

Presidente leonino abordou vários temas da atualidade do clube

• Foto: Pedro Ferreira

Sócios podem desenhar a camisola alternativa

"Quero anunciar que vai iniciar-se depois desta conversa um site 'dá-me a tua camisola', onde a partir de agora os sócios vão poder contribuir para a camisola alternativa. Podem desenhá-la, aproveitando as ferramentas do site ou fazendo em casa e enviando através do site. São propostas para 2017/18, as camisolas da próxima época estão fechadas. Será sempre dos sócios que virá a camisola alternativa. Isso é uma prova de que os sócios são o nosso maior património."

Ranking de sócios

"É fundamental [subir mais um patamar]. Entrámos pela primeira vez no top'10 dos clubes com mais sócios do Mundo, estamos em sétimo. Estamos a 30 mil sócios do quarto lugar, mais perto do pódio e é uma meta que queremos cumprir. Pelo prestígio do clube, não queremos ser apenas o clube com mais títulos e o terceiro com mais títulos europeus. Também temos de o ser enquanto associados. É uma meta importantíssima que queremos atingir na próxima época, mais 35 mil sócios pelo menos. Não só para subirmos no ranking, importante para a imagem, mas também porque 100 por cento das quotas vão para as modalidades. Quanto mais sócios, mais poderemos reforçar as modalidades."

O que falta para o resto do mandato?

"Em princípio acabar o nosso programa. Temos 20 medidas, faltam 10 ou 12. Tem tudo a ver com sustentabilidade ecológica e estamos a falhar na parte verde, é irónico. Queremos continuar a apostar nas modalidades, em conquista nacional e europeia. E queremos cimentar o futebol e criar condições para sermos campeões. Isso é fundamental. Olhamos para o que falta com a mesma vontade de fazer mais e melhor."

Johan Cruyff


"Futebol tem sempre associado corrupção, pessoas que querem auto-promover-se e tirar dinheiro, jogadores mercenários. Por isso é importante relembrarmos os bons exemplos e Cruyff foi um belíssimo exemplo. É importante lembrar que o futebol tem príncipes. Quisemos transmitir isso com o comunicado. Queremos que as pessoas voltem a olhar para nós e voltem a ver o desporto com novos valores e princípios. Cruyff conseguiu passar isso. A morte de Joaquim Campos também nos marcou, era um senhor da arbitragem. Quando se fala tanto em polémica da arbitragem, queria deixar essa mensagem"

Declarações de Rui Gomes da Silva

"Consigo compreender pois todo o ser humano merece alguma compreensão. Em situação normal não voltaria a ganhar uma eleição no Sporting. Mas eu sou presidente e o Rui Gomes da Silva, que é vice-presidente, tem o desejo de ser presidente do Benfica mas nem de forma normal ou anormal o será. Eu sou, tive essa honra. Prefiro ser presidente do Sporting do que ser alguém que desejou tanto mas que nunca será."

Expansão do Sporting

"A casa-mãe voltou a olhar para os núcleos e filiais. Estamos a fazer com que as filiais tenham orgulho no Sporting e saibam que estamos a olhar por eles. Foi esta base que nos deu a possibilidade olharmos para esta tarefa complexa"

Base da equipa na próxima época

"No Sporting conseguimos fazer renovações que ninguém esperaria. Mais importante do isso é o facto de o Sporting não querer voltar à fase de ganhar uma vez e esperar 14 anos. Não quero deixar esse legado em termos de mandato para o futuro. Estamos a garantir que na próxima época a base é mantida e isso é determinante para cumprirmos essa promessa que fizemos Pelo menos deixar o Sporting preparado para vencer regularmente no futebol. Alguns tinham contratos até 2018 mas houve um reconhecimento do seu valor."

Como viu a mulher num programa da Sporting TV a elogiar Teo?

"Na vida vivemos de cumplicidades e de companheirismo. A minha mulher tem sido extremamente importante neste percurso porque isto tem-me tirado 99 por cento da vida pessoa. Fiquei contente, Teo é um excelente jogador. Fiquei contente e ela também. Às vezes somos muito rápidos a fazer as nossas análises. Teo não desaprendeu, teve de passar por um momento de adaptação. O Teo na seleção costuma ser o primeiro ponta-de-lança na Colômbia e no Sporting teve de ser o segundo ponta-de-lança. Isso implica diferenças. Fiquei contente pelo Sporting, Teo e a minha mulher, ela terá de ir ao programa antes de estes 7 jogos. Estou a considerar pô-la permanente no programa. Quer dizer que casei com uma mulher inteligente. Teo pode ser determinante para estas sete finais e vai voltar a ser importante em mais jogos".

O que pode fazer pelo futebol português?

"Posso tentar... É engraçado que o futebol dá uma volta e gostava de relembrar às pessoas... O presidente do Sporting é quezilento, bruto... As pessoas que compreendam que as grandes transformações no Mundo foram feitas de forma abruta. O importante na história nunca foi aos bocadinhos e no futebol igual. O meu discurso de três anos passou a ser o discurso dos outros, mas policitamente correto: os fundos, o vídeo-árbitro... Chega-se a esta fase e dá-me vonta de de rir. Para mim é um orgulho vir o NY Times e o WSJ entrevistarem o Sporting. De repente aperceberam-se, menos Portugal, que é preciso lutar por princípios e valores."

Processos a ex-dirigentes

"Não vejo no universo sportinguista mais aquele sentimento de obscuridade e suspeição constante. A auditoria de gestão foi feita, levada a uma AG - que foram as mesmas que decidiram tanta coisa boa e má, foi e falou quem quis, foi aprovada por larga maioria estes processos. Estão feitos [os processos a ex-dirigentes], mais haverá, tem a ver com prazos e não escolhemos os prazos legais, eles é que nos apanham a nós. Mas o mais importante está no local certo, nos tribunais, sai do espectro do Sporting. Demora muito nos tribunais? Mas o foco já está nas pessoas há 20 anos. Se as pessoas já são acusadas há 20 anos, daqui a 10 anos serão acusadas há 30... Não posso aceitar o argumento de que as pessoas vão estar sob um foco onde já estavam, com esse rótulo. Esse rótulo pode terminar de vez, para o bem ou para o mal.

Ainda me lembro de ir a AG's com capangas ao lado para me intimidar a mim e à minha família. (...) Mais processos vão entrar mas vamos dar a hipótese às pessoas de um dia terminar essa acusação, pois a suspeição já havia. Temos de confiar todos na justiça. Cumprimos a promessa eleitoral, que era a auditoria de gestão, e a vontade dos sócios."

Assim como nós, administração, somos solidários, nos restantes anos para trás e para a frente também o são. Este choque que as pessoas tiveram de ser todo o Conselho de Administração colocado no processo vive disso. Isto quer dizer que todos fizeram mal? Não. Que todos fizeram bem? Não. Mas quando se faz parte de uma adminstração é-se solidário." 

Pavilhão João Rocha

"Tenho que dizer que foi um dia especial para toda a direção e órgãos sociais [a visita de ontem]. O problema é agarrar um clube com esta dimensão como nós agarrámos. Nunca mais os sportinguistas ouviram o discurso da tanga. Ouviram sempre um discurso de que o Sporting é para crescer e ser campeão. Não nos vamos escudar com todos os problemas. Foi magnífico, estiveram mais de 1300 pessoas, que viram com os seus olhos o local onde vão comemorar muitos títulos e passar alegrias inesquecíveis. Ver aquela alegria nos olhos... De repente o sonho tornou-se realidade" 

Venda de jogadores?

"Esta direção tem dois objetivos desportivos: sermos campeões de forma regular no futebol e a conquista de títulos europeus ao nível do clube. Isso já começou, com a Taça CERS. A maior parte dos jogadores com quem renovamos não tinha contratos a acabar. Apenas alguns mais próximos, como o Adrien ou o Rui. Contamos com os jogadores de forma segura e para conquistar títulos de forma regular. Não estamos a fazer renovações para ficar com maior fatia dos passes [para posterior venda]."

Apoio da banca?

"Tenho lido que se tem trilhado um caminho e que falta independência da banca. Temos uma dívida bancária, já muito mais diminuída mas que existe. Mas isso não significa estar dependente da banca. Neste momento até já pagámos mais do que estava previsto. Não temos tido apoio adicional. Há uma série de atos que vão sendo feitos ao longo do tempo mas isso não significa alterações. AS VMOC's e aumentos de capital estão planeados. Há quem use estes 17 milhões. Não precisamos de apoio nenhum.

Isto reflete a primeira decisão da Doyen e logo aí estão 14 milhões. Já colocámos o recurso e esperamos que se faça justiça. Mesmo sem os 12 milhões da Champions, estamos a falar de uma recuperação de oito milhões. Antes de começarmos a próxima época tudo estará resolvido. O Sporting não tem nenhuma dependência da banca. Apenas o pagamento de uma dívida que herdou. Temos apresentado lucros sucessivos mas quando somos afastados daquela forma da Champions tem que se arranjar soluções e conseguimos. Isto pode inverter-se de um momento para o outro. Mas qualquer pessoa que veja o relatório vê que antes o Sporting era quem mais dívida tinha e agora o que tem menos. O Sporting vai manter a sua equipa, a sua base"

Balanço do mandato


"Estamos num local emblemático e que era um objetivo desta direção. Vamos conseguir completá-lo, é o que está previsto para março, e é das coisas mais importantes porque se nota a alegria nos sportinguistas. Acho que se tem conseguido várias coisas muito importantes para o clube, começando pela sustentabilidade financeira. Foi muito importante num primeiro passo. A reestruturação, que é diferente, foi uma negociação de um documento. É o nosso dia a dia que depois vai determinando a nossa sustentabilidade. Quando entrámos houbve necessidade de fazer cortes nas modalidades mas depois investimos e vamos continuar a fazê-lo na próxima época. No ciclismo estamos em cada prova a ser a melhor equipa portuguesa. Queremos vencer a Volta a Portugal. O clube de Ciclismo de Tavira tem sido um parceiro tremendo.

A consolidação dos nossos atletas formados em Alcochete tem sido muito bom. Os jogadores sentem-se mais calmos e seguros. O Sporting já não está numa política de deixar sair os seus ativos, primeiro de qualquer forma e depois negligenciando os nossos objetivos, que é ser campeão. Três anos muito complicados mas prazerosos."

22h35 - Começa a entrevista

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, aborda em entrevista à Sporting TV a atualidade do clube leonino, no programa "A Hora do Presidente". Siga tudo em direto, a partir das 22h35.

26
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0