A perplexidade de Mourinho, a recuperação de Silas e a contestação: Varandas falou de tudo

Presidente do Sporting comentou a atualidade dos leões na SIC

• Foto: Lusa

Frederico Varandas concedeu uma entrevista à SIC, onde falou da atualidade do Sporting. O presidente leonino acredita que Silas vai recuperar a equipa de futebol e falou do processo de escolha do treinador, admitindo que tentou Leonardo Jardim e José Mourinho. Ao mesmo tempo, criticou as "minorias" que tentam dividir o clube, salientou a recuperação que tem sido feita ao nível financeiro e explicou por que motivo Pedro Mendes, avançado dos sub-23, não foi inscrito na Liga.

Fim da entrevista

Convite de Luís Filipe Vieira

"O Sporting institucionalmente tem de ter relações com todos os clubes, do ponto de vista estratégico, financeiro, de sobrevivência. Existem outras coisas paralelmente, que obviamente têm de ficar esclarecidas, como casos judiciais muito importantes, e nem falo do caso E-Toupeira porque esse é o caso menos importante porque não tem impacto desportivo."

Cartas de condução

"Um não tinha carta de condução, de todo, e outro a carta não era verdadeira. Não somos a DGV, não temos capacidade para controlar isso. Mas veja o passado de Piqué no Barcelona. Os problemas resolvem-se internamente. O jogador tem de saber que quando acontece algo, é também o nome do Sporting que está em causa. Tem de saber comportar-se com dignidade."

Silas

"Com Silas, com a qualidade deste grupo, vamos recuperar da queda do início da época. Silas tem de fazer a equipa crescer e sabe disso, e vai fazê-lo. Como? Tem um ótimo grupo, no qual acreditamos. Se é perfeito? Gostaríamos de ter milhões para investir. Se pudesse contratar em vez de emprestar, claro que sim. Mas eles não vieram só de visita. Acreditamos neles, são jogadores que não podemos contratar. Hoje o Sporting é um clube com rigor, muito melhor financeiramente do que há um ano. Estamos a cavar as fundações. Na Academia já gastámos muito dinheiro em três campos relvados. A máquina Sporting estava parada no tempo e identificámos os problemas. A digitalização é fundamental. Isto demora meses."

Contestação

"Aqueles jogadores merecem preferir jogar fora de de Alvalade? Isto afeta. Mas os sporitnguoistas sabem distinguir o protesto genuíno do premeditado, grupos que preferem que as coisas corras mal para manter as coisas como estavam. Há ferida aberta enquanto as pessoas não a quiserem fechar. Aquelas pessoas insultarem ou dizerem que sou o maior vale zero. Insultarem-me vale zero. Existem minorias que preferem o caos e outros dividir para reinar. E até são burros pois quando forem para lá vão ver o clube pior, vão provar do próprio veneno. No Sporting é pior, se calhar é o nosso código genético. Não é num ano que se vai apagar este fosso."

Saída de Leonel Pontes.

"Acha que Leonel Pontes teve paz para trabalhar? Acha que os jogadores têm paz quando jogam em Alvalade? O que fizeram estes jogadores na última temporada, acha que não merecem ter paz? Acha que isto não afeta? Mas os sportinguistas não são burros e sabem dividir o protesto genuíno do protesto premeditado. Há adeptos que preferem dividir para reinar. Há uma ferida aberta até as pessoas não quiseram fechar a ferida.

Ausência de Pedro Mendes da Liga

"É preciso contar a história, não é por marcar golaços. Ele já fez vários golaços. Quem faz a escolha dos jogadores na pré-época é o treinador. Keizer não acreditava em Pedro Mendes. Uma opinião... quando Keizer sai, no último dia de apresentação das listas houve muitas decisões nesse dia em contrarrelógio. Se tivéssemos as condições atuais, faria todo o sentido tê-lo nessa lista. Fizemos um trabalho muito bom mas não foi perfeito, cometemos vários erros. A escolha foi do treinador mas havia de mudar logo a lista sem o novo treinador estar escolhido. Mas não é por aí que as coisas vão correr mal."

Escolha de Silas

"Jovem, treinador sem medo. O que equipa pensa dele? O que dirão será após semanas de trabalho. Silas não tem medo de apostar em jogadores, independentemente da idade."

Como montar essa máquina?

"Apesar de termos vencidos dois títulos a época passada a situação não ficou resolvida. A grande vitória desta direção foi o que foi conseguido este ano, evitando a falência do clube e voltando a investir na formação. Sporting não é desta direção e merece futuro. É preciso coragem para tomar medidas que não são para me perpetuar muitos anos. Estou aqui para o bem do Sporting, não fazer mandatos atrás de mandatos. Falamos da sobrevivência do Sporting."

Saída de Keizer

"Marcel Keizer não cai pela primera derrota. Foi escolhido por ter um perfil. Em novembro tivemos a mesma dificuldade em escolher um treinador. A realidade em novemro não era atrativa, agora é um pouco melhor mas continua difícil.  Escolhemos Keizer por ter um perfil de apostar em jovens e adepto de futebol ofensivo. Keizer teve dificuldades em adaptar-se ao futebol português. Houve sinais. A forma como se perdia ou se controlava os jogo e entendemos que, apesar dos títulos, estava na hora. Adeptos do futebol querem é ganhar mas ando na rua e os adeptos dizem-me 'olhe para os nossos rivais, para a máquina do rival da Segunda Circular'. Eu olho e digo que já vi. Faço então a pergunta: Quantos anos começaram eles a montar? A nossa máquina está a ser montada desde o dia 1. Não é numa época nem duas."

Balanço


"Época passada muito boa para mim, pois nos últimos 11 anos não fizemos melhor. É legítimo à primeira derrota este ano começar-se a gritar 'joguem à bola'?"

Recuperação

"Temos ainda 30 km para recuperar. O Sporting tropeçou mas não fica deitado no chão. Aquele grupo hoje é mais valioso e competitivo que o do ano passado. Apelo aos sportinguistas: vamos recuperar a última corrida. Recordo um clube que há um ano estava em guerra. Fizemos duas operações financeiras para financiamento decisivas para a sobrevivência do clube e conseguimos. A última delas tivemos a liquidez a 26 de março e a 30 de março entrávamos em incumprimento do fair play financeiro e não disputávamos a Europa."

Frustração dos adeptos

"Entendo o descontentamento de quem vai a Alvalade. Mas tem de perceber que os órgãos sociais são sportinguistas que sentem o clube. Partilho essa tristeza genuína. Mas não subscrevo o descontentamento generalizado."

Silas é o treinador que o Sporting pode pagar?


"Silas é o treinador escolhido para liderar este projeto. Procurámos treinador português e com currículo europeu. Um  recusou mas disse-me 'gabo muito a sua coragem e paciência mas não estou para aturar um clube de malucos como o Sporting. Isto é a visão que muitos treinadores têm do Sporting. Treinadores portugueses que quisemos? Falo de Jardim e Mourinho. Mourinho elogiou o trabalho feito e fica perplexo, conhecendo a realidade do clube, ele próprio vítima do ruído à volta de quem tem de decidir. Mourinho quer abraçar um projeto que lute pelas provas europeias. É a realidade portuguesa e nenhum clube português luta pela Champions. Outros treinadores portugueses recusaram porque não têm paciência para aturar um clube como este"

Começa a entrevista!

Numa altura de crise no Sporting, e com a chegada de Silas, Frederico Varandas comenta a atualidade do clube leonino, numa entrevista à SIC, esta noite. Siga tudo em direto aqui, no Record!

46
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0