Record

98 mil sócios do Sporting não têm quotas em dia

Administrador Miguel Cal revela números. 24 mil deixaram de cumprir há menos de um ano

• Foto: Luís Manuel Neves
Não era propriamente um tabu, mas há muito que os sportinguistas aguardavam por um esclarecimento cabal quanto ao número de sócios pagantes, até porque o desafio já tinha sido lançado, em diversos momentos, pelo ex-presidente, Bruno de Carvalho. Pois bem, em artigo publicado na edição desta semana do jornal ‘Sporting’, o administrador da SAD, Miguel Cal, revela que o clube tem, neste momento, "mais de 98 mil sócios [98,4] que não têm as quotas em dia", sendo que um total de 24 mil deixaram de cumprir há menos de um ano, portanto, no período de crise que coincidiu com o final da última época e o início desta, marcado pela realização de eleições, em setembro.

Ainda assim, de junho, data da destituição de Bruno de Carvalho, para a frente, a tendência foi ligeiramente contrariada. "O Sporting tinha em junho 78,9 mil sócios pagantes. Nesta temporada, a média foi de 80,5 mil. Mas o potencial de crescimento é enorme", defende Miguel Cal, responsável do pelouro estratégico e operacional da SAD, antes de recordar que "mais de 20 mil pagaram quotas ainda em 2018".

"Comissão de Gestão (?)"

O artigo de Miguel Cal, sob o título "A resiliência do Sporting começa nos sócios", destaca precisamente a capacidade de regeneração do clube e a fidelidade dos associados nos últimos nove conturbados meses. "Ultras invadem a Academia e agridem jogadores; presidente é destituído; Comissão de Gestão (?) e eleições", descreve em retrospetiva Miguel Cal, que recorre ironicamente ao ponto de interrogação para questionar o papel do órgão transitório, presidido por Artur Torres Pereira (clube) e Sousa Cintra (SAD). Na mesma análise telegráfica, o administrador alimenta a apreensão em redor das finanças. "Situação de tesouraria do clube é crítica e compromete fair play financeiro", constata. 

Curiosidades

Perfil. A maior fatia de sócios não pagantes tem mais de 5 anos de quotas em atraso (39,1 mil). Com dívidas entre um e três anos e entre três e cinco anos existem, respetivamente, 23,5 mil e 11,8 mil sócios. Com menos de um ano de quotas por pagar são 24 mil associados.

Dois anos. Leões prometem aumentar vantagens dos sócios nos primeiros dois anos, considerados críticos.
plano. A direçãovai "premiar a antiguidade" com maior frequência, dar "acesso exclusivo ao que nunca foi visto" e "melhorar a rede de parceiros".

Num minuto. Entre quem adere ao ‘Sócio Num Minuto’, há 23% que paga apenas a primeira quota. "São três mil sócios por ano", revela Miguel Cal.

Mil. Todos os distritos de Portugal "exceto Bragança" têm mais de mil sócios do Sporting, mas Lisboa e Setúbal "representam mais de metade".

No feminino. Apenas 1/4 dos sócios são mulheres. O Sporting considera que a "percentagem é muito baixa".
crianças. Os sócios entre os 0 e os 10 anos são metade dos sócios nos intervalos dos 10 aos 20 e dos 20 aos 30 anos. Estão anunciadas "iniciativas familiares" e uma "Gamebox modalidades criança".

Renumerar. 2020 será ano de renumeração "passando a inativos os sócios com mais de 18 quotas em atraso", garante Miguel Cal. Os associados "perderão o seu número para o próximo ciclo de cinco anos".
Por Alexandre Moita e Vítor Almeida Gonçalves
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas