A reboque do Sporting, Arnaldo Matos atira-se a Garcia Pereira e à filha

Fundador do MRPP faz acusações no Twitter

• Foto: Vitor Chi

Arnaldo Matos, fundador do MRPP, faz duras acusações a Garcia Pereira e à filha, Rita Garcia Pereira, membro da comissão de fiscalização nomeada por Jaime Marta Soares que suspendeu Bruno de Carvalho e os restantes elementos do Conselho Diretivo do Sporting.

"Na guerra fratricida com que o grande capital procura tomar as maiores associações desportivas populares do país, Garcia Pereira e filha estão agora ao serviço de um dirigente do PSD, negociante de incêndios florestais e quadrilheiro do BES (Ricciardi, etc.) chamado Marta Soares", escreveu este sábado Arnaldo Matos no Twitter, plataforma que já tinha utilizado anteriormente contra Garcia Pereira e a filha.

"Depois de muitas piscadelas de olho, Garcia e filhota estão agora, conforme ansiavam, ao serviço da extrema direita portuguesa, como nojosos lacaios dos maiores accionistas privados (Sobrinho, Holdimo, Ricciardi) do clube de que são sócios. Acontece que um dos meios utilizados para socavar o poder da direcção do clube consistiu em rescindir os contratos de trabalho desportivo, invocando justa causa. E toda agente sabe que a ideia da justa causa da rescisão foi avançada como propaganda do advogado Garcia Pereira: Garcia Pereira é o autor das rescisões por justa causa que tantos prejuízos causaram nas finanças do clube.Serviu-se dos jogadores de futebol para promover a rescisão dos seus contratos, de modo a beneficiar os grandes accionistas privados!... Serviu-se de um direito dos trabalhadores desportivos para beneficiar o capital dos grandes capitalistas desportivos", acusou Arnaldo Matos.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0