Acuña sai melhor do que a encomenda

Não era primeira escolha mas já leva 4 assistências e 1 golo. E está com Messi e Dybala na seleção...

• Foto: Vítor Chi

Chegou, viu e está a convencer. Mas há dois meses não era sequer primeira escolha da SAD. Contratado ao Racing Avellaneda, por 9,6 milhões de euros, Marcos Acuña começou por ser o plano B dos leões, atrás de Gonzalo ‘Pity’ Martínez e Cristian Pavón. O mal de uns é o bem de outros e foi assim que as exigências de River Plate e Boca Juniors, respetivamente, fizeram o Sporting apontar baterias para El Huevo.

Em boa hora, pensará hoje Jorge Jesus. Ao fim de seis jogos, Acuña saiu melhor do que a ‘encomenda’ e ganhou por mérito próprio estatuto de indiscutível. Os números dão expressão a exibições como aquela que rubricou frente ao Estoril: quatro assistências (três na Liga e uma no playoff da Champions) e um golo, por sinal determinante (o 2-1 ao Steaua, em Bucareste, que praticamente sentenciou a eliminatória). Argumentos que legitimam a aposta do novo selecionador da Argentina, Jorge Sampaoli.

Apesar de ter promovido uma renovação, relativamente ao antecessor, Edgardo Bauza, o antigo técnico do Sevilha não deixou cair Acuña e chamou-o para os encontros particulares com o Brasil (na Austrália) e Singapura, quando o agora reforço verde e branco atravessava o seu melhor momento no Racing. Dois meses depois, tendo em vista os seus primeiros jogos oficiais (Uruguai e Venezuela), Sampaoli volta a confiar no esquerdino.

Acuña, de 25 anos, juntou-se ontem aos compatriotas em Ezeiza, a 20 quilómetros de Buenos Aires; entre eles, curiosamente, estão dois futuros adversários na Champions, nada menos do que Messi, do Barcelona, e Dybala, da Juventus. O 9 do Sporting faz hoje dois treinos e parte amanhã para Montevideo, onde na quinta-feira defronta... Coates.

Factos e números

Extremo esquerdo foi eleito pelo diário ‘Olé’ o melhor jogador do último campeonato argentino. Fez 28 jogos e 10 golos pelo Racing.

O novo camisola 9 foi garantido já na fase final do estágio. Ainda foi à Suíça com Bruno de Carvalho mas estreou-se apenas a 22 de julho em Alvalade com o Monaco.

Argentino, de 25 anos, custou 9,6 milhões de euros e é o principal investimento da sad neste defeso à frente de Bruno Fernandes (8,5 milhões).

Alternativa a Pity Martínez e Pavón, Acuña assinou por quatro épocas mais uma de opção e tem cláusula de rescisão de 60 milhões de euros.

Por António Adão Farias,Vítor Almeida Gonçalves e Alejandro Panfil. Buenos Aires. Argentina
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.