Sócios do Sporting decidem em AG manter Bruno de Carvalho suspenso

Restantes membros da antiga direção também vão continuar castigados, depois da votação dos associados

Os sócios do Sporting decidiram no sábado de madrugada, em Assembleia Geral realizada no Pavilhão João Rocha, manter a suspensão de um ano aplicada ao ex-presidente Bruno de Carvalho pela Comissão de Fiscalização (CF). O anúncio foi feito já na madrugada de hoje, após prolongada contagem dos votos, pelo presidente da mesa da Assembleia Geral do Sporting, Rogério Alves, com 68,55% a votarem a favor da manutenção e 30,88 contra. Isto num universo de quase 4 mil votantes.

A manutenção da suspensão de Bruno de Carvalho significa que o ex-presidente continua a não poder candidatar-se aos órgãos sociais do clube. Também foram mantidas as suspensões de 10 meses a Alexandre Godinho, Carlos Vieira, José Quintela, Rui Caeiro e Luís Gestas, os outros membros da direção por si liderada, e as expulsões como sócios de Elsa Judas e Trindade Barros.

Os resultados oficiais:

Bruno de Carvalho
  • Não (sanção deverá manter-se) - 68,55%
  • Sim (sanção deverá ser revogada) - 30,88%

Alexandre Godinho
  • Não (sanção deverá manter-se) - 67,08%
  • Sim (sanção deverá ser revogada) - 31,97% 

Carlos Vieira
  • Não (sanção deverá manter-se) - 64,03%
  • Sim (sanção deverá ser revogada) - 35,28% 

José Quintela
  • Não (sanção deverá manter-se) - 63,09%
  • Sim (sanção deverá ser revogada) - 36,7%

Luís Gestas
  • Não (sanção deverá manter-se) - 64.58%
  • Sim (sanção deverá ser revogada) - 34,58%

Rui Caeiro
  • Não (sanção deverá manter-se) - 65,26%
  • Sim (sanção deverá ser revogada) - 34,09%

Elsa Judas
  • Não (sanção deverá manter-se) -70.03
  • Sim (sanção deverá ser revogada) - 29,15%

Trindade Barros
  • Não (sanção deverá manter-se) - 68%
  • Sim (sanção deverá ser revogada) - 30,96%

Irmã de Bruno de Carvalho leu discurso do ex-presidente do Sporting e os sócios reagiram assim
Comunicado de BdC lido na AG

Na AG de sábado, Bruno de Carvalho fez a sua defesa através de um comunicado que foi lido pela sua irmã, Alexandra, no qual o ex-líder admitiu os seus erros e pediu desculpas aos associados, aos quais lembrou "os cinco anos de amor que dedicou ao clube, que procurou defender cega e intransigentemente".

A 2 de agosto, a CF justificou a suspensão de um ano a Bruno de Carvalho, por considerá-lo "o principal artífice e responsável da situação grave e antiestatutária criada" no clube.

O ex-lider do clube foi destituído da presidência em AG, em 23 de junho, e impedido de concorrer às eleições, que consagraram Frederico Varandas como novo presidente.

Acompanhamento minuto a minuto:

00h50 - Trindade Barros e Elsa Judas, por seu turno, foram expulsos de sócios do Sporting.

00h46 - Quanto aos restantes membros da antiga direção, continuarão todos igualmente suspensos depois de os resultados lhes terem sido desfavoráveis, entre os 65 e 70%.

00h41 - É OFICIAL! Os sócios decidiram que Bruno de Carvalho vai continuar suspenso de sócio. O resultado é de 68%-32% desfavorável ao antigo presidente do Sporting.

00h07 - Os resultados oficiais deverão ser anunciados em breve mas tudo aponta, assim, para que o antigo presidente do Sporting continue suspenso da condição de sócio.

23h59 - Segundo a CMTV, os sócios do Sporting decidiram contra a revogação da suspensão a Bruno de Carvalho!

23h33 - A contagem dos votos estará a chegar à sua reta final.

23h03 - Sensivelmente duas horas e meia após o fecho das urnas ainda se procede à contagem dos votos no Pavilhão João Rocha.

21h39 - Decorre a contagem dos votos.

20h44 - As urnas para votar encerraram pouco depois das 20h30. Haverá agora lugar à contagem e as previsões apontam para que só haja resultados por volta da meia noite.

20h07 - Segundo a CMTV, votaram já cerca de 4 mil sócios. As urnas, recorde-se, fecham às 20h30.

20h05 - José Maria Ricciardi, candidato nas últimas eleições do Sporting, também já exerceu o seu direito de voto na AG.

19h45 - Eduarda Proença de Carvalho e Rita Garcia Pereira falaram de inversão de estratégia por parte de Bruno de Carvalho, em declarações na CMTV.

19h33 - Perspetiva do Sporting é que só haja resultados por volta da meia noite.

19h20 - Está confirmado! A votação vai prolongar-se até às 20h30.

18H54 - Prosseguem os discursos na AG, numa fase calma da reunião magna.

18h14 - Carlos Seixas, comentador da CMTV: "Fui insultado de forma violenta e feia. Tenho 60 anos e fui insultado por miúdos de 20 ou 30 anos. Se eu tivesse a idade deles se calhar não me agrediam dessa forma."

18h11 - A Sport TV adianta que o presidente da MAG está a equacionar manter as urnas abertas até as 20h30, em vez de encerrarem às 20 horas. Isto porque terá existido um erro no horário comunicado por um dos órgãos de comunicação do clube, o que poderia induzir alguns sócios em erro.

18h05 - João Benedito, ex-candidato à liderança do Sporting, à saída do pavilhão: "Venho aqui por civismo sportinguista exercer o meu direito de voto e não trago informações cá para fora. A minha primeira vontade era não ter de estar aqui."

17h57 - José Roquette falou aos jornalistas após ter votado na AG: "Espero que possa levar uma vida razoável e saudável e que o Sporting consiga – e vai conseguir – ultrapassar estes meses, que foram absolutamente inesquecíveis no mau sentido".

17h45 - Antes da filha discursou o pai, Rui de Carvalho, que criticou a assembleia. "Vir aqui a esta assembleia geral falar é o mesmo que falar para o boneco. Isto não parece assembleia nenhuma. Brevemente saberemos quem deu a ordem do ataque".

17h42 - A irmã de Bruno de Carvalho fez uso dos três minutos a que tinha direito enquanto sócia para se dirigir à assembleia e no final da intervenção cantou 'O mundo sabe que', tendo sido acompanhada pelos apoiantes de Bruno de Carvalho.

17h17 - Carlos Severino pediu proteção da PSP para entrar no pavilhão: "Fui insultado por uma série de pessoas que estavam do lado contrário do pavilhão. Não me senti seguro, pensei que o Rogério Alves tinha arranjado segurança a 200 por cento e eu queria vir aqui, ao contrário do visado nesta Assembleia Geral, que pediu ao pai, com 80 e tal anos, para o respresentar. Socorri-me da PSP e não tive mais problemas. Lamento que tenha havido com os meus amigos e quero dizer-lhes que estamos aqui para defender o Sporting."

17h01 - Na sua intervenção, Carlos Vieira sublinhou que "tudo foi feito para cumprir um desígnio político de um conjunto de pessoas que, tão somente, deveriam ter logo promovido a eleição de dois órgãos demissionários e que, do alto do seu descontrolo emocional não conseguiram cumprir os valores de desapego e independência que deviam ter".

16h51 - Jaime Mourão Ferreira, comentador da CMTV e sócio do Sporting: "A minha presença era obrigatória, aliás, é obrigatória a presença de todos os sportinguistas num dia tão importante como este. Não pode haver lugar a agressões ou violência de qualquer tipo, os sportinguistas devem exercer a sua liberdade de expressão, sem qualquer espécie de condicionalismo, muito menos com violência."

16h48 - Terminaram as intervenções relativas aos oito pontos em discussão na AG. Abrem agora as inscrições para os sócios que quiserem falar.

16h43 - Os sócios que vão saindo relatam à comunicação o "ambiente calmo" que se vive AG

16h25 - Carlos Severino afirmou na CMTV que Vítor Ferreira, Carlos Seixas e Abrantes Mendes "foram ameaçados e ofendidos" no interior do pavilhão

16h23 - Alguns sócios começam a sair do pavilhão. 

16h20 - Os discursos já estão a terminar. Carlos Vieira e José Quintela também já falaram

15h45 - A perspetiva é que a apresentação de todos os pontos terminem pelas 17 horas

15h40 - Muitos apoiantes de Bruno de Carvalho marcam presença na AG. Algum burburinho pró-BdC, mas sem exageros 

15h37 - Carlos Vieira já fala aos sócios. AG está já no ponto 3...

15H35 - A AG já está no ponto 2 da votação que diz respeito a Bruno de Carvalho. A irmã, Alexandra, leu uma declaração do ex-presidente.

15H10 - Henrique Monteiro, que coordenou a Comissão de Fiscalização, espera "uma forte participação e que os sócios expressem a sua opinião", sublinhando que o que está em causa é a "violação de estatutos e regulamentos do clube", afirmou aos microfones da Sporting TV.

14h39 - Trindade Barros também já está no interior do pavilhão

14h35 - O arranque dos trabalhos será às 15 horas

14h33 - Rogério Alves, presidente da MAG, apelou à tranquilidade no decorrer dos trabalhos. "Compete-me criar as condições para que os sócios exprimam a sua vontade. Quanto maior a participação, mais força, mais poder e importância terá a decisão. De acordo com os estatutos, o que for deliberado fica deliberado. Fizemos tudo para evitar incidentes e, se algum acontecer, debelá-lo para que tudo corra bem. O debate tem sido intensíssimo, as pessoas têm falado, agora é hora de votar. Muitos dos visados aqui estarão e foi-lhes dada a possibilidade de estarem aqui e, querendo, apresentarem o seu ponto de vista numa assembleia que lhes diz muito", afirmou aos jornalistas.

14h31 - Quem também já está no pavilhão é o pai e a irmã de Bruno de Carvalho. Alexandra Carvalho deixou no ar a dúvida de que o irmão pudesse, ao contrário do que tinha dito, marcar presença no pavilhão João Rocha. "É surpresa", disse Alexandra.

14h29 - Frederico Varandas chega ao Pavilhão João Rocha e apelou ao respeito dos sportinguistas. "Espero uma tarde à Sporting. Como os sportinguistas sabem, espero que dêm mais uma demonstração de sportinguismo como sempre têm dado"

14h05 - As portas abriram às 13h30 e os primeiros sócios já entraram no Pavilhão João Rocha. Ambiente muito tranquilo em Alvalade.

13h20 - Já há sócios do Sporting a fazer fila junto ao Pavilhão João Rocha para participar na assembleia geral extraordinária, que arranca às 14h30. 

Os sócios do Sporting voltam este sábado a ser chamados para decidir temas do clube. A partir das 14h30, no pavilhão João Rocha, arranca a assembleia geral extraordinária que vai decidir e votar os castigos disiplinares aplicados pela extinta Comissão de Fiscalização a oito sócios, onde se inclui o anterior presidente, Bruno de Carvalho, suspenso por um ano. Este deverá ser mesmo o ponto que suscitará uma maior divergência.

Carlos Vieira, Rui Caeiro, Alexandre Godinho, José Quintela e Luís Gestas são os antigos membros do Conselho Diretivo do Sporting que também estão suspensos. Também as eventuais expulsões de Elsa Judas e Bernardo Trindade Barros, por terem criado, contra os estatutos, uma Comissão Transitória de uma Mesa da AG, também serão votadas.

Acompanhe tudo o que se passa nesta assembleia geral por aqui.

Tudo sobre a AG do Sporting: o acesso, o boletim de voto e os pontos da polémica






O presidente da Mesa da Assembleia Geral, Rogério Alves, espera uma reunião sem incidentes: "A assembleia geral dependerá do comportamento dos sócios, e a esmagadora maioria tem um comportamento cívico educado. Também estivemos em contacto com a Polícia de Segurança Pública e a empresa de segurança que trabalha com o Sporting, para evitar incidentes. Qualquer fenómeno que surja, já tomámos as medidas com a PSP", garantiu.

Cada um dos visados terá 15 minutos para se defender das acusações.

Bruno de Carvalho não deverá marcar presença no Pavilhão João Rocha mas, através de um representante, irá explicar as razões que o levaram a recorrer da respetiva pena.

O antigo presidente dos leões terá de convencer mais de metade dos sócios presentes nesta assembleia (50%+1) para conseguir reverter a suspensão.

Carlos Vieira e José Quintela, antigos membros do Conselho Diretivo do Sporting, estarão presentes no Pavilhão João Rocha, assim como Trindade Barros, que está em risco de ver a sua expulsão confirmada.

Já Elsa Judas, ex-presidente da autodenominada Comissão Transitória da Mesa da Assembleia Geral, não vai comparecer na AG de hoje. "Não poderei estar presente, por motivos pessoais, e mesmo que pudesse não iria. Seria um desrespeito comigo mesma. Não participo em circos", justificou a jurista.


Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.