Álvaro Sobrinho quer a saída da atual direcção do Sporting e pede a Bruno de Carvalho para se demitir, assinalando que a Holdimo, que controla 30% da SAD do Sporting, "está imensamente preocupada" com a crise no clube.

"A direção da Sporting SAD não merece a confiança do segundo maior acionista e deve apresentar a demissão", disse Álvaro Sobrinho ao 'Jornal Económico'.

Acrescentando que "as empresas têm de ser geridas profissionalmente e não por emoção", Sobrinho acusa Bruno de Carvalho de causar "imensos problemas e danos reputacionais".

As ações do Sporting afundaram mais de 17% para 63 cêntimos, reduzindo a capitalização bolsista da SAD para 46,9 milhões de euros.

"Era estúpido um acionista gostar desta situação", disse Sobrinho, afirmando que a Holdimo está "imensamente preocupada" e "vai fazer absolutamente tudo para preservar os seus principais ativos que são os jogadores".

Garante que a Holdimo "tudo fará para manter a estabilidade da SAD", onde "há um problema na gestão da SAD, nos órgãos da direcção, no presidente e nos seus membros executivos".

As declarações de Sobrinho surgem num altura em que se avolumam as demissões nos órgãos sociais do Sporting, que têm como objetivo forçar a demissão do presidente Bruno de Carvalho.

O conselho directivo do clube está reunido de emergência. 

Autor:  Negócios