Ataque às contas foi a gota de água

CFD recupera os factos que fundamentam as penas aplicadas a BdC e a Alexandre Godinho

• Foto: Rodrigo Antunes/Lusa

Na antecâmara da assembleia geral que pode confirmar ou revogar as penas de expulsão aplicadas a Bruno de Carvalho e a Alexandre Godinho, a 1 de março, o Conselho Fiscal e Disciplinar (CFD) do Sporting fez publicar no jornal do clube um resumo dos fundamentos da decisão relativa aos respetivos processos disciplinares, que remontam a 2018 e foram conduzidos por um instrutor externo.

BdC foi acusado e considerado culpado por 12 infrações, nomeadamente violar a suspensão preventiva, obstaculizar a AG de destituição de 23 de junho, aceder indevidamente à Altice Arena e desestabilizar os trabalhos, fazer publicações nas redes sociais e tentar, a 17 de agosto, quando reivindicou de volta a presidência, bloquear as contas do clube e da SAD, através do envio de um email para o Montepio Geral. No caso de Alexandre Godinho, punido por 10 infrações, a principal acusação prende-se com o uso das instalações do clube como domicílio profissional, inclusive em ações contra o Sporting. "Usou a sua qualidade de advogado para litigar contra o SCP", lê-se na fundamentação.

O CFD considera que "os factos praticados (...) assumiram uma gravidade, uma ilicitude e uma censurabilidade tão elevada, que apenas se coadunam com a aplicação concreta da sanção mais grave prevista nos diplomas legais", ou seja, a expulsão. "Estamos, em suma, perante a prática de infrações disciplinares muito graves não só para a imagem e para o património do clube, mas também para o próprio clube, enquanto instituição", conclui o órgão presidido por Baltazar Pinto.

Entre os restantes ex-dirigentes, Carlos Vieira foi punido com nove meses de suspensão e Luís Gestas com seis. Rui Caeiro ficou-se por uma repreensão registada, enquanto os autos relativos a Luís Roque e José Quintela foram arquivados.

A AG está marcada para as 14h30 no Pavilhão João Rocha, mas só deve começar efetivamente às 15 horas. Os sócios poderão votar de imediato, se o pretenderem fazer, facto que levou Bruno de Carvalho a anunciar que não irá à AG, apesar de lhe ter sido dada oportunidade de falar durante 15 minutos. A acreditação terminará pelas 19h30. Quem estiver na fila a essa hora, ainda poderá exercer o seu direito de voto.

Por Ricardo Granada e Vítor Almeida Gonçalves
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0