Augusto Inácio: «Se houvesse 0-0 no marcador não havia penálti»

Dirigente do Sporting e o castigo máximo apontado a favor do Sp. Braga na Luz

• Foto: Fernando Ferreira

Augusto Inácio aproveitou a sua presença no programa Play-Off, da SIC Notícias, para deixar reparos à arbitragem do Benfica-Sp. Braga de sexta-feira, nomeadamente devido ao penálti que terá ficado por assinalar a favor dos minhotos, com o marcador em 3-0.

"É natural que haja entusiasmo, pois estão à frente. Ainda para mais sendo uma equipa que passou por um período difícil. Recuperou terreno e este resultado dilatado naturalmente traz mais contentamento aos benfiquistas", começou por dizer o diretor de relações externas do Sporting, prosseguindo depois a sua análise.

"O Sp. Braga entrou muito bem, teve duas boas oportunidades, mas cometeu erros nos quais entregou o mais difícil, que era o Benfica fazer golo. A oferta foi aproveitada pelo Benfica, que não tem culpa, claro. Depois surge o segundo golo, numa grande penalidade em que o jogador do Sp. Braga tem a mão atrás das costas, depois tira-a e dá oportunidade para o árbitro interpretar como entender. Se é mão na bola ou bola na mão. O segundo golo dá completa tranquilidade ao Benfica para fazer o seu jogo. O Benfica agarrou o jogo e não mais largou", considerou.

De resto, o tema arbitragem voltaria pouco depois, uma vez mais com os penáltis como assunto principal, nomeadamente um lance em que houve queixas do Sp. Braga quanto a uma carga de Jardel, com o resultado em 3-0. "Quando é na área do adversário é diferente... No 5-0 não é penálti. Esse penálti não existe. É de dia das mentiras... No lance em 5-0 o árbitro marca penálti. Mas, antes, como estava 3-0, e se o Sp. Braga marcasse entrava no jogo, ficava um pouco complicado para o Benfica... Por isso foi melhor não marcar penálti", apontou.

Voltando aos penáltis, Inácio considerou que o castigo máximo marcado a favor do Sp. Braga foi uma "típica jogada de 5-0". "Se houvesse 0-0 no marcador não havia penálti. Nos 3-0, por que razão não marca? Era o 3-1 e ficava mais perigoso para o Benfica", finalizou.

Vouchers

Chamada à conversa foi também a recente campanha lançada pelos leões, que visa premiar um adepto com a entrega de um voucher de refeição num concurso. Além de ter oferecido uma edição do Jornal Sporting a todos os presentes, Inácio considerou a medida "engraçada", aproveitando também para deixar uma bicada ao rival Benfica.

"É engraçado. E vem mostrar que o Sporting cumpre com todos os regulamentos. O Sporting não tem os 500 mil euros que o Benfica dá para os vouchers. Não dá para mais. É muito bom já. Não temos é os 500 mil para pagar os vouchers", finalizou.

Por Fábio Lima
78
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0