Bas Dost: «Presidente só não dá os treinos»

Avançado holandês confessa ter ficado surpreendido com Bruno de Carvalho

• Foto: Miguel Barreira

Na entrevista ao ‘Dagblad van het Noorden’, Bas Dost confessou sentir-se encantado com Lisboa. Só a língua é um entrave. "O português é mais difícil do que eu pensava. É como o árabe", afirma o avançado, que considera os adeptos "fantásticos".

O camisola 28 tece rasgados elogios a Jorge Jesus. "Nunca tive um treinador que soubesse tão bem o que posso e não posso fazer. E sabe transmitir aos outros jogadores como tirar o melhor de mim. Recebo as bolas que quero. Ele vê isso tudo. Se ele não fosse tão importante neste clube a minha transferência não se teria feito porque o Wolfsburgo já tinha rejeitado duas propostas. É como um Deus, faz o que quer", disse Bas Dost

O avançado holandês também se surpreendeu com Bruno de Carvalho. "No Wolfsburgo via o presidente uma vez por ano, na festa de Natal. Aqui, ele senta-se no banco em todos os jogos. Só não dá os treinos, mas está quase sempre lá. A última eleição foi um grande circo. O outro candidato queria mudar tudo. Disse que despediria o treinador se ganhasse e que Juande Ramos seria o próximo. Não temos isto na Holanda", concluiu.

Por Vítor Almeida Gonçalves
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.