Record

Bas Dost: «Sou um tipo tranquilo e gosto de ir para casa depois dos treinos»

Avançado tem um filho nascido em Portugal que já é fã... do Jubas!

• Foto: Vítor Chi
Quem é Bas Dost fora dos relvados? Nesta entrevista à Sporting TV o avançado contou que é uma pessoa que previligia a tranquilidade.

"Gosto de ir para casa depois dos treinos. Não sou de ir muito para a cidade. Cresci numa cidade pequena, muito pequena. Sinto-me bem em casa, a relaxar com a minha mulher e com o meu filho, ter a família e os amigos à minha volta. Sou um tipo tranquilo mas também tenho emoções, como podem ver. Por vezes, sou demasiado emotivo mas é o meu caráter, não se pode mudar. Acho que as pessoas já me conhecem", referiu.

O nascimento do filho, em julho, foi um momento marcante: "Foi incrível. Aconteceu tudo nesse mês. Vinha de um período difícil no Sporting, depois decidi ficar no clube. Tive uma conversa muito boa com o clube e decidi ficar aqui. Penso que foi uma decisão muito boa. Uma semana depois, nasceu o nosso filho, num hospital em Lisboa. Uau! É bonito", contou, adiantando que o menino já tem um equipamento do Sporting. "Nós já temos um equipamento para ele. É claro que ele ainda não percebe mas uma das coisas que ele gosta é da miniatura do Jubas. Está sempre a olhar para ele. Acho que vai ser um fã do Jubas e vai gostar de vê-lo quando for mais crescido. Agora, é incrível. Estou muito orgulhoso por ser pai."

O filho de Bas Dost nasceu em Portugal e a ligação ao nosso país vai por isso perdurar. "A minha mulher também insistiu em que o parto fosse em Portugal, não quis voltar à Holanda, porque confiava muito nas pessoas, o que é um sinal muito bom. Temos uma ligação a Portugal, sim."

E por falar em mulher, ela não lhe dá hipóteses nos treinos.. de bicicleta. "De bicicleta não há dúvida sobre quem ganha. Não tenho hipóteses. No verão, quando estamos de férias, costumámos andar muito de bicicleta de montanha. Ao início, gosto de fazer algum ‘show off’ e digo ‘vamos a isso’, mas depois de 10 minutos já não a vejo mais. Não tenho hipóteses..."

Bas Dost frequenta aulas de português e já aprendeu algumas coisas. "Sei mais do que contar até 20! Aprendo mais todos os dias. Sabemos que é uma língua difícil mas estou a melhorar. Ainda soa mal quando falo em português numa entrevista, as pessoas riem-se, mas não me importo, não há problema, vou continuar a tentar."

Quando lhe pedem para escolher a sua palavra preferida em português... "Golos? Claro, mas essa é fácil… ‘É verdade’, gosto de ‘é verdade’ porque nunca ouvia este tipo de frase. Mas há muitas palavras. É uma língua bonita, claro. Mas quando chegamos ao País é como árabe ou russo. Eu não percebia uma palavra"

O avançado adiantou que não é grande fã d vídeojogos. "Joguei mas para ser sincero há muito tempo que não jogo. Sei jogar, mas já não sou muito bom."
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas