Record

Bettencourt: «Uma maçã podre que iria contaminar o grupo»

PRESIDENTE DIZ QUE MOUTINHO TEVE "COMPORTAMENTO DEPLORÁVEL"

Bettencourt: «Uma maçã podre que iria contaminar o grupo»
Bettencourt: «Uma maçã podre que iria contaminar o grupo» • Foto: MIGUEL BARREIRA

O presidente do Sporting, José Eduardo Bettencourt, falou esta segunda-feira da processo de transferência de João Moutinho para o FC Porto. E não poupou crítica ao comportamento do ex-capitão leonino.

"O comportamento de João Moutinho nos últimos tempos foi deplorável. Se eu não tivesse vivido a situação, não acreditaria que fosse possível descer tão baixo", disse o líder do clube de Alvalade, acrescentando: "No arranque de uma época nova, tínhamos um pomar com uma maçã podre, que iria contaminar o grupo. E não poderíamos continuar com uma maçã podre".

Bettencourt explicou também que esta foi a única saída do Sporting face "aos insistentes pedidos de João Moutinho para sair". "A única proposta que recebemos foi a do FC Porto. Tentámos que ele esperasse mais tempo, de forma a que pudesse surgir alguma oferta do estrangeiro, mas o João perdeu as estribeiras e forçou uma saída para o FC Porto, dizendo-nos que tinha dado a palavra ao FC Porto".

"No início da época, o representante do jogador, Pini Zahavi, disse-nos que o máximo que se conseguiria com a sua transferência seria 7,5 milhões de euros", contou José Eduardo Bettencourt, voltando a frisar que "recebeu zero propostas por João Moutinho", além da do FC Porto.

Perante estes factos, o Sporting optou por vender o jogador ao único clube que apresentou uma proposta. "Tive uma reunião com Pinto da Costa, que me disse que o Moutinho só jogaria no FC Porto se o Sporting visse isso com bons olhos.  O negócio foi feito porque o Sporting quis, porque não queria uma maçã podre no seu pomar, não queria alguém que não fosse um exemplo nem dignificasse a bandeira do clube", frisou Bettencourt.

O dirigente salientou ainda que os pedidos de Moutinho para deixar o clube de Alvalade "intensificaram-se" a partir de 2008, "após a recusa de venda ao Everton". "E, apesar de as suas condições [salariais] terem sido revistas, a sua insatisfação foi notória e os pedidos de saída constantes. João Moutinho não contava com o Sporting e o Sporting não contava com João Moutinho. Era um jogador que não tinha condições para ser capitão. E, como não queremos ninguém contrariado, penso que chegámos a um bom fim desta triste história. Apesar da mágoa profunda pela forma como o processo foi conduzido, estamos satisfeitos por vê-lo partir".

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

M