Bruno Conceição, candidato às próximas eleições do Sporting, afirmou esta quinta-feira a Record que Bruno de Carvalho devia pedir a sua demissão "já".

"O caminho mais curto era não termos chegado aqui. Lamento a expressão de avozinha de 'eu avisei', mas não é de agora, nem de há meses: há anos que ando a avisar, muitas vezes sozinho. Nunca pensei que fosse tão mau, mas foi uma consequência do que foi criado", afirmou o sobrinho-neto de Travassos.

E prosseguiu: "Por tudo, o presidente, ele próprio, devia apresentar a sua demissão já. Não há uma forma airosa de sair. Estou preocupado com a próxima década do Sporting, não com o agora. Nunca pus em causa o sportinguismo do presidente e, em consonância com isso, ele já o devia ter feito [pedido a demissão]. Há mínimos para um ser humano, mas no caso dele não há mínimos nem limites".

Bruno Conceição deixou ainda um apelo: "Até à final da Taça, só peço calma aos nossos jogadores, aos nossos técnicos porque sabem que o Sporting não é este senhor, é mais do que isto. Se nada for feito até segunda, pedimos uma AG extraordinária imediatamente".