Bruno de Carvalho acusa Varandas: «Ele manda logo o seu segurança agredir»

Antigo líder dos leões aborda incidentes da última AG e admite temer novos problemas

• Foto: Tiago Sousa Dias

Confrontado com os incidentes ocorridos na última Assembleia-Geral, Bruno de Carvalho explicou aquilo que sucedeu e acusou o segurança de Frederico Varandas de ter agredido barbaramente um sócio, apenas por este estar contra a expulsão do antigo presidente de sócio.

"Na última AG, o desacato que houve foi um segurança particular, o segurança particular de Frederico Varandas, que agrediu barbaramente um associado porque este não está de acordo com aquilo que faz Varandas. Ninguém condenou. Claro que temo que mais associados sofram bárbaras agressões por não concordarem com Varandas, Rogério Alves... Temo pela segurança dos associados, que julgavam que viviam num clube livre, onde se podiam expressar, fosse a favor ou contra, que agora, ao mínimo que possam dizer contra Varandas, ele manda logo o seu segurança agredir barbaramente. Temo que possa acontecer...", admitiu, falando mesmo numa "ditadura de terror, onde os sócios são agredidos pelos seguranças do presidente".

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0