Bruno de Carvalho após ser suspenso: «Deixem todos ser candidatos. Não roubei nem matei»

Presidente destituído apresentou candidatura no dia em que foi suspenso por um ano

• Foto: Pedro Simões

No dia em que foi suspenso de sócio por um ano pela Comissão de Fiscalização do Sporting, Bruno de Carvalho apresentou a sua candidatura à presidência e fez um apelo aos atuais líderes dos leões para que deixem concorrer todos os que assim o desejarem, e clamando ainda por inocência.

"Estou neste combate mais determinado do que nunca depois de um período difícil em que fui alvo de uma campanha negra. Quem não deve, não teme e por isso sou candidato. É por isso que em nome da calma e paz no Sporting que peço às atuais pessoas do Sporting que parem com estas movimentações e que deixem todos ser candidatos. Não roubei nem matei ninguém, só defendi os interesses do Sporting, segundo a informação que tinha perante uma sucessão de acontecimentos estranhos. Mereço uma segunda oportunidade", afirmou o presidente destituído em junho.

"Hoje sou o mesmo Bruno mas agora um Bruno mais experiente, que aprendeu com os erros, mais bem preparado para os enormes desafios. (...) Se tivesse dado aos jogadores o dinheiro que eles pediam para voltar estava a ser transportado em ombros. Não pensei em mim, pensei em vocês, sempre no Sporting", vincou.

Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0