Bruno de Carvalho: «Aturo o maior filho da mãe 100 anos se ele for útil para o Sporting»

Dirigente fala também da relação com Jorge Mendes

• Foto: Paulo Calado

Na longa entrevista que deu ao "Expresso" e que o semanário publica este sábado, Bruno de Carvalho assume não ter qualquer relação com Jorge Mendes. Questionado sobre se havida corrido alguma coisa mal com o empresário, o presidente do Sporting optou por dar uma longa (e arrasadora) resposta.

"No dia em que deixar de ser uma pessoa normal, no dia em que deixar de ter os pezinhos assentes na terra, achar que sou o Rei Sol, achar que sou o melhor do mundo e que os outros todos não prestam... esse é o dia em que o cidadão Bruno de Carvalho leva o presidente. Pois. Não gosto disso em mim e não gosto nisso nos outros. Tirei o curso de gestão. Não tirei o curso de malabarismo. Não sou o David Copperfield, nem gosto do David Copperfield. Felizmente, ensinaram-me a matemática certa. Um mais um são dois. E um mais nove são dez. Ensinaram-me a tabuada. Não costo de combinar contabilidade e criatividade. Acho que uns devem fazer contabilidade, outros quadros ou esculturas", afirmou.

E prosseguiu: "Pouco me interessa vender um jogador por 300 milhões e entrarem 3 milhões no clube. Ouço que são muitos milhões, milhões, milhões, passaram-lhe 500 mil milhões pela mão, isto e aquilo e aqueloutro... Felicidades. Não vejo nenhum clube em que ele está metido a vingar, mas tudo bem. As pessoas acham que sou um tipo arrogante. Sou um tipo 100% humilde, detesto é a estupidez. Quando há estupidez no meio, sou, de facto, arrogante. (...) O maior filho da mãe que eu conheço no mundo, se for útil para o Sporting, eu aturo-o 100 anos, 24 horas por dia. Agora, ser isso tudo e não ajudar o Sporting? [risos] De facto, aí, nem um segundo".

Por Sofia Lobato
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas