Bruno de Carvalho denuncia "híbridos telecomandados a partir de Carnide"

Promete fazer campanha contra oposição "patrocinada pelo Benfica"

• Foto: Rui Minderico

Bruno de Carvalho recorreu esta terça-feira ao Facebook para denunciar o que chama de "híbridos sportinguistas telecomandados a partir de Carnide". O presidente do Sporting admitiu que é assim forçado a falar de eleições dada a oposição ser "patrocinada pelo Benfica".

"Este é o tempo dos abutres virem a terreiro. A esses, aqui em Alvalade, chamamos-lhes híbridos, pois algo que tenha asas não pode ser Leão a sério! Mas pior, é ver tudo metido numa "panela de pressão" para ser "candidato" (falsos mitos, antigos dirigentes fraquinhos e despeitados por terem sido corridos - e não se leia antigos Presidentes - por serem pessoas que tinham tacho assegurado e lhes saiu o plano furado, especialistas em outdoors cobardes, panfletos sem rosto, páginas de facebook anónimas) patrocinado pelo Benfica!", escreveu o dirigente leonino.

Bruno de Carvalho aponta a existência "de uma pequena franja, mas perigosa, de híbridos sportinguistas que vendem a alma ao diabo para vir tentar destruir tudo o que está a ser conquistado, com agendas próprias e telecomandados a partir de Carnide" e deixa uma garantia: "Existem 2 'Sportings' que nunca irão voltar a Alvalade - o dos 'queridos' e o dos 'telecomandados' pela 2ª circular".

Falando numa posição que já "assumiu a sua dependência vermelha", o presidente do Sporting deixou uma sugestão: "Saiam os híbridos cobardes da toca e que a "dream team" da manipulação de Carnide volte para a gaiola de onde saiu pois em Alvalade manda o Leão e por muito que vos doa o Grande Sporting Clube de Portugal está para ficar!".

Por Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.