Bruno de Carvalho garante que não se cala

Presidente reage ao castigo de que foi alvo

• Foto: LUSA

Em entrevista à TVI, Bruno de Carvalho reagiu pela primeira vez ao castigo de que foi alvo por parte do Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), deixando claro que não será este castigo que o fará calar-se, até porque foi esse o direito que, no seu entender, os adeptos lhe deram.

"Já disse cinco vezes, vou dizer a sexta: Há de aparecer quem quer que for que me retire o direito que os sócios do Sporting me deram!", garantiu o líder leonino, numa longa reação, na qual explicou a forma como, na sua ótica, o processo foi analisado.

"Em primeiro lugar, sou punido por três infracções autónomas, mas o acórdão exclui-se de analisá-las individualmente. Analisaram como um todo. Deve ser inédito! Parece técnico, mas não é. Quisemos várias vezes juntar ao processo, vídeos com o que eu disse. Quase todas elas foram públicas e nunca aceitaram. Foi tudo transcrito através de notícias de jornal. Não quiseram ouvir as palavras e basearam-se apenas nas notícias de jornais", explicou BdC.

Por Ricardo Granada e Alexandre Carvalho
8
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.