Bruno de Carvalho lembra "situação difícil" quando chegou

Presidente do Sporting fez um balanço do trabalho feito durante o seu mandato

• Foto: Luís Manuel Neves

Na mensagem em que anunciou que é candidato às eleições do Sporting, Bruno de Carvalho aproveitou para fazer um balanço do mandato que termina no próximo ano. O presidente verde e branco lembrou o estado em que encontrou o clube e o que foi necessário fazer para a sua recuperação.

"Quando cheguei ao Sporting, nas circunstâncias que são por todos conhecidas, o clube estava numa situação muito difícil do ponto de vista económico e financeiro. Fizemos a reestruturação necessária que, todos reconhecem, foi um sucesso e devolveu o Sporting CP ao terreno da credibilidade e do respeito externo", recordou, "Tanto na SAD como no clube temos consistentemente tido os maiores lucros de sempre".

O líder leonino lembrou também o que foi feito não só no futebol, mas também nas modalidades, com destaque mas as transferências de Slimani e João Mário, no último defeso.

"Lançámos as obras de construção do tão desejado e merecido Pavilhão João Rocha que iremos inaugurar no primeiro trimestre de 2017, fazendo regressar a Alvalade e à Cidade Sporting as modalidades que apaixonam todos os Sportinguistas", apontou. "Temos uma formação no futebol cada vez mais forte e que lidera os seus escalões. Conquistámos no futebol, vindos do pior lugar de sempre, uma Taça de Portugal e uma Supertaça, e nas modalidades vários títulos entre os quais dois Europeus. Construímos planteis de qualidade indiscutível em todas as modalidades. E, no último mercado, realizámos as duas maiores transferências da história do clube, sendo uma delas a maior venda de sempre de um jogador português a actuar em Portugal".

A campanha de angariação de sócios prossegue e Bruno de Carvalho tem agora um ambicioso objetivo: o presidente aponta ao top 3 dos clubes com mais sócios do mundo.

"Ultrapassámos a fasquia dos 150 mil sócios e ambicionamos entrar muito em breve no top 3 dos clubes com mais associados em todo o Mundo. Conseguimos, de forma consolidada, trazer mais Sportinguistas ao Estádio José Alvalade, alcançando uma média de assistências por jogo acima dos 40 mil espectadores".

O presidente lembrou também o lançamento da Sporting TV e da "concretização do melhor negócio de que há registo na história dos contratos de direitos televisivos em Portugal".

Feita a reflexão, em que foi "capaz de identificar não apenas o que correu bem, mas também aquilo que fizemos menos bem e que carece, naturalmente, de ser melhorado", o presidente lamenta a posição em que o Sporting se encontra no campeonato mas reafirma a crença na conquista do campeonato nacional.

"No plano desportivo é evidente que não estamos no lugar que gostaríamos e, estou certo, merecíamos estar. No entanto, e como também já disse, os títulos, quanto mais difíceis são, mais saborosa se torna a sua conquista. E não o digo por arrogância. É porque tenho uma fé inabalável nos nossos atletas, treinadores e profissionais que todos os dias, em todas as modalidades, trabalham com esforço, dedicação e devoção para que, todos juntos, alcancemos a glória".

Por João G. Oliveira
23
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.