Bruno de Carvalho: «Marco Silva e Jesus aproveitaram o trabalho de Leonardo Jardim»

Ex-presidente acusa JJ de ter originado a descida da equipa B

• Foto: Tiago Sousa Dias

Jorge Jesus foi o principal alvo de Bruno de Carvalho, numa entrevista que o antigo presidente do Sporting concedeu ao podcast Sporting 160. Além de acusar JJ e Marco Silva de terem beneficiado do trabalho de Leonardo Jardim, BdC ainda acusa o antigo treinador de ter originado a descida da equipa B.

"Tanto Marco Silva como Jorge Jesus aproveitaram muito do trabalho de Leonardo Jardim. O Jorge consegue o aproveitamento desse trabalho – ele vai dizer que não porque não está mais ninguém no cimo da terra para além de Jesus –, juntou o trabalho feito e talento descoberto àquela estrelinha que ele trazia, aquela vontade que ele trazia, em que os jogadores olhavam para o treinador e entravam mais serenos em campo porque tinham um treinador campeão a orientá-los. No segundo e terceiro ano já não aconteceu isso", afirmou o ex-líder antes de recordar a descida de divisão da equipa B: "A equipa B era vista pelos jogadores que lá jogavam quase como um castigo. Se chamássemos um jogador ao plantel principal, ele tinha a noção que ia lá ficar; se tivesse que descer era uma despromoção. Não acontece se um jogador vai dos juvenis aos juniores e depois regressa. O Tiago Craveiro, da FPF, disse que eu tinha toda a razão quando eu defendia o projeto dos sub-23. Já não é visto como despromoção, mas sim um crescimento gradual e natural. Se descemos da divisão foi porque tínhamos um treinador na equipa principal que queria trazer outro treinador na equipa B e tirar o que lá estava. E depois não cedia jogadores da equipa principal para a equipa puder B fazer pontos. Descer de divisão não era um plano".

Mantendo-se o tom crítico, Bruno de Carvalho voltou a apontar as baterias a Jorge Jesus no trabalho de scouting e, pelo meio, também deixou alguns reparos a Manuel Fernandes. "Tínhamos uma estrutura de scouting bicéfala. Bem sei que Manuel Fernandes tem estado ativo na TV, não tenho tido o prazer de o ouvir. Havia uma situação bicéfala entre ele, que era suposto ser a cabeça do scouting do Sporting, e outro elemento, o Laranjeira, que fazia um pouco desse trabalho. O que queríamos fazer era acabar com esta bicefalia, que tinha a ver com vontades de Jorge Jesus. Na segunda-feira pensava uma coisa, na terça já pensava noutra completamente diferente. Íamos mantendo-nos nesta situação, mas era impossível. Uma equipa como o Sporting tem de ter um head-scout e aproveitar a rede que tínhamos construído e que tantos frutos começava a dar. Se tinha uma pessoa pensada para esse cargo? Dizer nomes seria estar a ser indelicado para Manuel Fernandes. Não o quero ser, apesar de as pessoas serem indelicadas comigo. Está hoje a trabalhar noutro clube", frisou.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas