Bruno de Carvalho nega processo a Jorge Jesus: «Não foi suspenso nem levou tau-tau»

Líder admite que quer ver muito mais no futebol em 2018/19

Bruno de Carvalho prometeu... e cumpriu. Após ter garantido total disponibilidade para debater o estado do clube, o presidente esteve cerca de cinco horas à disposição dos sócios. Logo pelas 10 horas, o Pavilhão João Rocha acolheu a primeira de três sessões de esclarecimento e de lá os 366 sócios que compareceram saíram com garantias: as finanças terão novidades em breve; a próxima época terá de ser melhor; a assembleia geral de destituição existe... mas para já só no papel.

Ladeado pelos restantes membros não demissionários do Conselho Diretivo e Conselho Fiscal e Disciplinar, BdC dispensou o discurso de abertura e passou de imediato ao ‘pergunta/resposta’. O prato forte da sessão foi o futebol. Bruno de Carvalho admitiu que a época finda foi dececionante, panorama a resolver "já para o ano". Para tal, a seu ver, terá contribuído o desgaste. "Tendo um plantel tão vasto, temos de perceber o porquê de a equipa ter chegado ao final da época de rastos", vincou, ‘recado’ à atenção de... Jorge Jesus. Sem se alongar, recordou que JJ tem ainda "um ano de contrato" e afiançou que está ‘limpo’: "Jesus não foi suspenso, não teve nenhum processo, não levou ‘tautau’."

Bruno de Carvalho sai de Alvalade após sessão de esclarecimento com sócios
Novidades em breve

Para lá da preparação de 2018/19, os esforços estão também centrados nas finanças, área em que o líder vê um leão estável. O Conselho Diretivo, e em concreto o vice-presidente Carlos Vieira, estão a fazer de tudo para finalizar o empréstimo obrigacionista, adiantando que pode haver "novidades" esta semana. "Há dinheiro para fazer face às despesas", garantiu.

Quanto à assembleia geral de destituição, exposta por Jaime Marta Soares, BdC recordou que esta foi somente "anunciada", podendo ainda haver a impugnação da mesma, vontade por si já admitida. Deixou, ainda, uma ‘farpa’ ao PMAG: "Ele que explique o porquê de os novos estatutos ainda não terem sido registados", atirou.

Determinados a provar inocência

"A direção tem zero responsabilidade pelo que aconteceu na academia." Foi desta forma que Bruno de Carvalho reforçou a total inocência do clube em relação à invasão em Alcochete, para tal reafirmando a existência de um documento na Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa que o comprova. Para além deste processo que envolve os leões, também a investigação ‘Cashball’, na qual está implicado André Geraldes, foi motivo de conversa. O presidente garante contar com o seu team manager, esperando que o mesmo regresse em breve às suas funções, e confia na celeridade da Justiça para apurar culpados e consequências desta operação.

Por Ricardo Granada
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas