Bruno de Carvalho nega ter dupla nacionalidade e questiona: «Onde está o papel?»

Ex-presidente do Sporting diz ter pedido à Embaixada de Moçambique um comprovativo que ainda não apareceu

• Foto: Duarte Roriz

Bruno de Carvalho negou ter dupla nacionalidade (portuguesa e moçambicana) e lamentou que o pedido que fez à Embaixada de Moçambique para emitir uma declaração a comprovar tal facto ainda não tenha merecido resposta. Numa publicação no Facebook onde questiona "onde está o papel?", o antigo presidente do Sporting fala num "mistério por desvendar".

"Estamos a acabar o ano e ainda existem vários 'mistérios' para desvendar. Vou colocar aqui um. As autoridades portuguesas insistiram muito, durante o processo em curso da Academia, que eu tinha dupla nacionalidade (portuguesa e moçambicana). Até a Wikipédia tem esta informação!!! Perante isto, faz cerca de mês e meio a dois, solicitei formalmente, através da advogada, uma declaração da Embaixada de Moçambique a desmentir esta informação. A informação é totalmente falsa... O documento não aparece... Que está a retardar tanto tempo a reposição da verdade?", referiu o ex-líder leonino.

Recorde-se que pouco depois da detenção, no âmbito da investigação ao ataque à Academia, o Correio da Manhã revelou que Bruno de Carvalho poderia ficar em prisão preventiva porque o juiz poderia entender que existia perigo de fuga, na medida em que, defendiam as autoridades, o ex-presidente tinha também nacionalidade moçambicana e Portugal não tem acordos de extradição com aquele país africano.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0