Bruno de Carvalho: «Octávio só tentou chatear-me e desviar atenções»

Presidente dos leões apelida antigo dirigente de 'lone ranger'

• Foto: Paulo Calado

Ainda sobre Octávio Machado e a entrevista que o antigo dirigente concedeu à CM TV, Bruno de Carvalho admitiu que pouco lhe importa a opinião deste sobre a sua presidência, apelidando o ex-diretor para o futebol do clube de Alvalade de 'lone ranger'.

"Eu gosto pouco de graxa, nunca gostei. Aquela história de dizer que vou ser melhor presidente ou não… O que o Octávio acha, o A, o B ou o C… para mim, sobre o que vou ser, interessa o que acha a minha mulher, a minha filha e a minha família. Assim como os que me elegem, que se pronunciaram de forma avassaladora", garantiu.


Presidente do Sporting acusa Octávio Machado de ter sede de protagonismo
"Ficou mais do que provado que o Octávio é um ‘lone ranger’ [cavaleiro solitário]. Tentou dar muita graxa a muita gente para criar ‘freesound’, mas ele tem de perceber que o futebol mudou: as pessoas adaptam-se ou não se adaptam. Estive numa fundação durante anos mas isto é o Sporting e não a Santa Casa da Misericórdia. Diz que não é o mesmo Octávio que era há 30 ou 40 anos, mas eu também não sei o que é que ele fazia nessa altura. No Sporting eu sei e por isso, provavelmente, tem a necessidade de se ir embora", atirou.

BdC recordou ainda uma parte da entrevista em que Octávio Machado fala de "fontes". "Perguntaram-me 550 mil vezes sobre ele e eu sempre me recusei a fazer qualquer tipo de comentário. Se ele quer deixar de ser a pessoa do ‘vocês sabem do que é que eu estou a falar’ e não dizer nada, então pelo menos que dê uma entrevista e tenha a coragem de dizer as coisas. O Octávio acha que o presidente do Sporting perde tempo na sua vida a servir de fonte para dizer mal dele. Depois diz que o [Nuno] Saraiva e o [André] Geraldes eram da sua confiança mas só o Jesus é que o queria. Depois que andavam a mandar bocas e a servir de fontes não sei para quê… Do Sporting, garantidamente, do seu presidente, nunca houve nada. Depois misturou o Marco Silva. Logo aí cometeu o maior erro da vida dele, que é falar de Marco Silva: com Marco Silva tenho um acordo de confidencialidade que um dia vai acabar e um dia vou à Assembleia Geral. Com o Octávio não tenho acordo nenhum. Por isso, a partir do momento em que acha que deve dar aquela entrevista, também me sinto à vontade para dizer as coisas como são. Vou começar para onde gosto, para o banco, a partir do próximo jogo e uma das coisas que fico feliz é não ter de andar atrás do treinador, porque há uma pessoa que está sempre a picá-lo, ao fiscal de linha, ao árbitro… As pessoas têm de estar concentradas, têm de fazer o seu trabalho e não desestabilizar", considerou.

"Eu desejo tudo de bom ao Octávio, aliás, o Sporting continua a defendê-lo nos processos que tem no Conselho de Disciplina. Somos pessoas de bem, faremos isso, agradecemos tudo aquilo que foi o seu trabalho. Não lhe agradeço é a entrevista, o timing foi impróprio, as suspeitas que levantou… deve estar enganado. Eu não sou os antigos presidentes com quem trabalhou. Não lhe vou dar mais tempo de antena. Chega. O meu tempo de antena é com o Sporting, a defender o clube e colocar o Sporting no topo. Mas eu julgava que ele tinha mais senso e não demonstrou senso nenhum. Pouco me interessa se ele acha que vou ser um bom ou mau presidente, até porque nem sei o número de sócio do Sporting dele, não sei se vota… Se votar, tem sempre os meus concorrentes, que têm sempre resultados magníficos. Achei que pela cobardia de não ter falado comigo, não devia partilhar um dos dias mais importantes da minha vida. Só tentou chatear-me e desviar atenções. É triste alguém que foi pago pelo Sporting, a tentar desviar as atenções, fait-divers… As cenas típicas dele", apontou.

Por António Adão Farias e Bruno Fernandes
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0