Bruno de Carvalho sobre Jesus: «Se sair não estou abrangido pela cláusula de confidencialidade»

Presidente leonino fala sobre o acordo assinado pelo técnico aquando da saída do técnico de Alvalade

• Foto: Bruno Colaço

Bruno de Carvalho abordou na entrevista à SIC deste sábado a saída de Jorge Jesus e a cláusula de confidencialidade que o treinador assinou aquando da rescisão bilateral do contrato. O presidente frisou, no entanto, que a cláusula é entre Jesus e o Sporting e que ele, Bruno de Carvalho, não está abrangido.

"A cláusula é válida para os dois lados, o acordo foi assinado entre Jesus e o Sporting. Se sair, não estou abrangido pelo acordo. É uma mera curiosidade. Nunca suspendi Jesus após o jogo na Madeira. Se Rui Patrício está a mentir? Quer que diga a palavra?", questionou o presidente do Sporting.

"Não houve demissão mas rescisão por mútuo acordo. Quer o Sporting, quer Jesus, ficaram por esse acordo impedidos de falar, portanto. Nunca seria fácil escolher substituto para ele, que tecnicamente é um excelente treinador. Sem crise ou não, seria um dossiê difícil. Mas acho que as pessoas vão ficar felizes. Demorei porque não é fácil substituir Jesus", acrescentou Bruno de Carvalho sobre o novo treinador, que será apresentado em breve.

"Se é apresentado já foi escolhido, mais não digo. Recusas de alguns treinadores? E se lhe disser que não foram convidados? Sobre Scolari e Sá Pinto, mando-lhes um grande abraço e desejo-lhes tudo de bom. Nunca seria fácil encontrar um substituto para Jorge Jesus."


Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0