Bruno de Carvalho: «Vamos perder 2 anos em testes de vídeo-árbitro»

Lembra que todas as conclusões já foram tiradas em estudos

• Foto: Paulo Calado

Bruno de Carvalho garante que vão ser desperdiçados dois anos em testes com o sistema de vídeo-árbitro para tirar conclusões... que já existem. O presidente leonino citou estudos feitos pela federação holandesa para defender a introdução da tecnologia no imediato.

"O tempo médio de tomada de decisão por vídeo-árbitro é de 11 segundos. O estudo tem um exemplo de um West Ham-Liverpool, um empate num golo que não era golo do West Ham. O árbitro em conferência com os seus auxiliares perdeu 45 segundos e decidiu mal, por aceitar o golo. Chegou-se à conclusão que por vezes naquelas escaramuças que se criam perdem-se 2 minutos. O futebol, aproveitando este estudo muito bem feito, podia ter dado o passo. Nós vamos perder dois anos para chegarmos às conclusões que já estão tiradas. Isto é como a teoria e a experiência de Pavlov. Toca-se a sineta e o cão saliva. Vão chegar às mesmas conclusões, os árbitros vão perder apoio durante duas épocas, vão continuar a haver lances grosseiros. Estamos a adiar uma questão que é humana, não só de fenómeno, quando há um estudo magnificamente bem feito, elaborado, que teve custos elevadíssimos que a federação holandesa assumiu para agora dizermos que há uma grande necessidade de fazermos mais dois anos de testes", referiu na Sporting TV.

Ainda assim, o dirigente sublinha que "é melhor do que nada", embora fale de apenas 50 por cento do trabalho feito: "A teoria do degrau a degrau é uma velha desculpa para não se fazerem as coisas no tempo certo. Vai haver mudanças tremendas no futebol. As pessoas estão fartas e vão exigir essas mudanças. Em três anos o futebol foi virado ao contrário. Veja-se FIFA, UEFA, fundos. Foi preciso chegar uma pessoa há três anos e viu mais rápido do que pessoas que estão aqui há décadas. E a verdade é que tudo mudou. Esta questão do vídeo-árbitro, até com alguma ironia de palavras, foi para inglês ver. As pessoas exigiam mudanças, então vamos fazer este teste. Bem tinha sido fazer a implementação de uma vez por todas, porque a credibilização e a transparência do futebol bem o mereciam. É mau sentirmos que só 50% do trabalho diário é bem feito. É triste ter esta noção como presidente de um clube".

Por Vítor Almeida Gonçalves e Luís Miroto Simões
5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0