Bruno de Carvalho: «Varandas andava a dizer-me cobras e lagartos do Jorge Jesus»

Antigo líder do Sporting recorda o que o agora candidato dizia do técnico

• Foto: Luís Manuel Neves

RECORD - Em algum momento ponderou despedir Jorge Jesus?

RUNO DE CARVALHO – Era percetível que a continuidade do projeto não fazia sentido. Jesus foi para outro clube e o Sporting seguiu o seu caminho. Acho lamentável que se tenham aproveitado do treinador. Quando ele vai à final da Taça de Portugal promove um almoço com centenas de pessoas. Nesse dia, o motorista de Ricciardi andou a recolher assinaturas para a minha destituição. Não é normal. A primeira época foi tremenda, tanto que se formos ler os emails, a minha convicção é que fomos campeões. Uma segunda não conseguida e uma terceira que correu de forma similar, até pior. Portanto, 2-1. A partir daí, qualquer gestor toma as suas decisões. Agora, o que eu ouvi da parte de Varandas sobre Jesus... Uma pessoa que me andava há dois anos a dizer cobras e lagartos do Jorge, agora tem-no na comissão de honra. Vale a pena ser hipócrita neste país.

R - Jesus já não tem cláusula de confidencialidade. Teme que possa divulgar algo sobre si?

BdC - Não temo nada. Só temo podermos perder a democracia, a liberdade, a maioria da SAD, o pavilhão, as modalidades. De resto, consciência tranquila.

R - Não vai entrar num bate-boca com Jesus se ele falar?

BdC - O Jorge já teve a simpatia de, na última entrevista que fez, ter dado uma série de informações importantes aos sportinguistas.

Por Ricardo Granada e Nuno Pombo
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0