Bryan Ruiz: «Clube merece ser campeão e os adeptos também»

Avançado costa riquenho diz-se muito feliz em Lisboa

• Foto: Luís Manuel Neves

Em Lisboa desde o início da temporada, Bryan Ruiz não poderia estar mais feliz. Em declarações ao blogue Bifana Bifana, o costa riquenho deixou claro que se sente muito melhor na capital portuguesa, mas também no próprio Sporting, um clube que vê como sendo o oposto daquilo que vivia no Fulham.

"Estou a apreciar bastante o futebol que tenho jogado no Sporting. Para ser sincero, está a correr tudo bem. Adoro viver em Lisboa, adoro tudo na cidade, mas em Fulham as coisas não me correram bem. Jogar lá não combinava comigo, porque é uma equipa relativamente pequena, que não luta para estar no top 5 da Premier League. Esse foi um aspeto complicado para mim. Lembro que estava no Twente antes disso, onde estávamos sempre a lutar para ganhar e para ser campeões. Creio que estava à espera de mais disso quando fui para o Fulham, mas não foi essa a situação que encontrei. Perdes dois, três, quatro jogos de seguida e não é um grande problema para ele, mas foi muito complicado para mim lidar com isso. Por isso a mudança de Twente para Londres foi complicado. E agora sou confrontado com o oposto, ao vir do Fulham para o Sporting. Esta é uma equipa que quer voltar a ser campeã e uma equipa que tem de ganhar todos os jogos. Isso é algo de que senti falta em Londres. Lisboa é uma cidade pequena, muito mais pequena da que Londres, mas é um sítio muito agradável, com uma atmosfera amigável. Tenho tudo aqui. O tempo é melhor do que em Londres e até estou mais perto de casa. Daqui vou até Madrid numa hora e depois vou direto à Costa Rica, algo que é melhor para mim", começa por admitir.

E quais são, então, as diferenças entre o futebol que jogava no Fulham e com aquele que joga em Alvalade: "Mais espaço, mais tempo com a bola. O Sporting é um clube que joga todos os jogos para ganhar, por isso atuamos num estilo de jogo bastante ofensivo. No Fulham só jogávamos assim contra equipas que o treinador sentia que podíamos fazê-lo. Jogávamos muitos dérbis londrinhos onde só defendíamos... Aí, claro, via menos bola e esse não é o meu ponto forte, o pressionar e defender. Aqui claro que defendemos, temos de defender, mas tentamos recuperar a bola rapidamente, tentamos avançar em equipa e, quando recuperamos a bola, controlamos e depois atacamos. Aqui é o oposto. Aqui tenho muito mais bola e atacamos muito mais do que atacava no Fulham".

Autor de temporadas de bom nível em Twente e Gent, Ruiz espera repetir esse sucesso por cá: "Espero que seja tão bom como foi na Holanda, porque aqui estou a habituar-me de novo à pressão de ter de ganhar sempre. A pressão de estar sempre no topo e de ganhar todos os jogos é algo totalmente diferente. Estou a ter isso de volta e isso é muito bom para mim. Agora estou a tentar dar o meu melhor e encontrar a minha melhor forma no Sporting. Creio que até agora estou a jogar bem, mas preciso de marcar mais uns golos. Isso é algo que preciso de melhorar. O resto é algo em que estou bem, tenho tido muita posse, criado chances de golo para os meus colegas. A única diferença para o Bryan do Twente e este é que o outro marcava mais golo. Isso é algo em que estou a treinar todos os dias para tentar a ter. Fui o melhor marcador em dois anos seguidos no Gent e jogador do ano, algo que repeti no Twente. Mesmo que não marque muito, estou a dar passes e creio que estou a dar muito à equipa. É algo de que me orgulho, porque é parte do meu novo trabalho cá, mas ainda estou a fazer muito trabalho de finalização, porque é algo que quero melhorar."

Atualmente na liderança provisória, Ruiz admite que os leões vão lutar até à última pelo título. "Esta é uma grande oportunidade para o Sporting voltar à posição onde pertence. Sei que o Sporting não é campeão há 14 anos, mas creio que este ano lançaram um projeto para serem campeões de novo e creio que o clube merece isso, assim como os adeptos. Este ano vamos lutar até ao final. Ainda faltam quatro jogos [agora três...] e estamos confiantes de que podemos conseguir. Não será fácil, mas temos de continuar a pressionar o Benfica o máximo possível".

Por Fábio Lima
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.