Carmona Rodrigues apela ao Governo

Por considerar que condições de normalidade da instituição Sporting não estão garantidas

• Foto: Pedro Ferreira

Carmona Rodrigues deixou um apelo à intervenção do Governo por considerar que as condições de normalidade da instituição Sporting não estão garantidas.

O ex-presidente da Câmara Municipal de Lisboa vê com "preocupação a AG de dia 24 e eventualmente até os tempos seguintes", pelo que considera que o  "Governo deve acautelar o risco potencial existente de virem a registar se mais desacatos e distúrbios".

Para Carmona Rodrigues "a tensão não desapareceu, pelo contrário contrário aumentou ", daí o apelo. "Se não for o Governo a fazer alguma coisa quem poderá ser?", questiona.

"Ao tristíssimo é assustador episódio de Alcochete, outros atos de intimidação tem acontecido. Receio que algo do género e outro tipo de desacatos se repitam", prossegue,  frisando que o "assusta" ouvir sportinguistas dizerem que não vão áà AG "por meddo".

"Há dois anos falei de índices de instabilidade notórios mas ninguém quis ligar. O Governo demitiu-se um pouco das suas responsabilidades na vigilância do mundo do futebol uma vez que toda a organização foi entregue a Liga. O Governo tem de estar mais atento à natureza do interesse público. Não pode cruzar os braços e dizer que é um problema dos sócios do Sporting. Não pode pactuar com quem pretende Cercear a liberdade de expressão associativa", defende.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.