O Correio da Manhã revela esta quinta-feira que um funcionário do Sporting ajudou os chefes da Juventude Leonina a fugirem no dia do ataque à Academia de Alcochete. Bruno Jacinto, que substituiu André Geraldes na ligação aos adeptos em 2017, evitou que os líderes da claque fossem logo detidos.

Recorde-se que na última quarta-feira foi decretada pelo Tribunal do Barreiro a prisão preventiva a mais 9 suspeitos, que se juntam aos 36 inicialmente detidos no âmbito deste processo.