Coates: «Slimani até nos treinos quer ser o melhor marcador!»

Defesa uruguaio deixa elogios ao avançado argelino

• Foto: Paulo Calado

R - Pensa que Slimani encaixaria no estilo de jogo inglês?

SC – Acredito que encaixaria em qualquer equipa do Mundo. É um goleador nato, mas acima de tudo, é um jogador que está sempre a tentar evoluir. Não se conforma por ter feito tantos golos esta época: está sempre a tentar melhorar. Até nos treinos ele quer ser o melhor marcador! [risos] Essa ambição, essa ‘fome’, é o que define os jogadores de alto nível. Por isso é que ele poderá jogar em qualquer campeonato do Mundo. Mas espero que não se vá já embora!

R - Como analisa a possibilidade de Slimani ser castigado pela Liga devido a um lance ocorrido... a 21 de novembro do ano passado?

SC – Sinceramente, estou habituado a outro tipo de coisas. O que acontece dentro de campo, se o árbitro não viu, fica dentro de campo. Talvez agora com o contexto das câmaras e a televisão... às vezes, tudo isso tira um pouco da essência do jogo. Também não estou a dizer que vale tudo! Mas há coisas que acontecem dentro de campo que é preferível que fiquem lá.

R - William é outro dos jogadores sportinguistas com mercado em Inglaterra. O internacional português vale 45 milhões de euros?

SC – Pessoalmente, acho que vale, mas essa não é a questão. O que vejo de William Carvalho é que é um jogador completo. Pode ser muito agressivo na marcação e roubar muitas bolas; depois pode alterar a sua forma de jogo consoante o adversário. Talvez não haja muitos jogadores no Mundo que consigam mudar assim com tanta facilidade. É muito completo e pode jogar em Inglaterra, especialmente por esse contexto. Os médios em Inglaterra precisam de ter estas duas características: saber jogar e ser agressivos na marcação.

R - Além de Slimani e William, há mais jogadores do Sporting que o tenham surpreendido?

SC – Seria fácil falar de jogadores já ‘feitos’, como Patrício, Adrien ou João Mário. Mas há elementos que não jogam com tanta frequência, mas que me surpreenderam. Falo, por exemplo, do Gelson, do Mané, do Matheus e do Tobias. São jogadores que têm uma margem de progressão enorme e, se quiserem, podem ser grandes jogadores. São miúdos que treinam sempre muito bem e que têm qualidades técnicas acima da média.

Por Alexandre Carvalho
5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.