Daniel Sampaio critica "amadorismo" de Madeira Rodrigues

Em causa a intenção do candidato em dispensar Jorge Jesus

• Foto: Luís Manuel Neves

Daniel Sampaio criticou a intenção de Pedro Madeira Rodrigues em dispensar Jorge Jesus, lembrando que o técnico tem contrato e que, por isso, a sua saída não poderá ser feita de ânimo leve.

"É lamentável pensar que o despedimento de Jorge Jesus seria fácil. É uma declaração que revela grande amadorismo e desconhecimento do mundo do futebol, pensar que se chega junto de um treinador com contrato - que são coisas seladas e vistas do ponto de vista legal. Qualquer trabalhador despedido sem justa causa - porque os maus resultados, por si, não podem constituir rompimento imediato de um contrato no dia seguinte às eleições - vai lutar pelos seus direitos. Portanto, é utópico pensar que vai chegar ao pé de Jesus, dar-lhe uma pancadinha nas costas e dizer-lhe 'você, míster, não faz parte do meu projeto'. Isto é um de amadorismo total, assim como estar a lançar nomes de treinadores. Vai fazer uma candidatura a lançar nomes para convencer os sócios", afirmou o mandatário da recandidatura de Bruno de Carvalho, em declarações à 'Rádio Renascença'.

Sobre a promessa de Madeira Rodrigues de mudança de estilo e de "não ladrar nem berrar tanto", Daniel Sampaio considerou esta expressão do candidato "ofensiva".

Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.