Declarações de Rui Gomes da Silva consideradas "ilícito muito grave"

Em causa a divulgação do recurso enviado pelo clube ao Tribunal Federal Suíço

• Foto: Filipe Farinha

O Sporting reagiu em comunicado às declarações de Nélio Lucas, CEO da Doyen, e nele ataca igualmente Rui Gomes da Siva, vice-presidente do Benfica, que no programa "O Dia Seguinte", da SIC Notícias, afirmou que os leões enviaram para o Tribunal Federal Suíço um documento onde alegavam não ter capacidade para pagar imediatamente os 14 milhões de euros ao fundo de investimento - recurso esse a que Record teve acesso e do qual deu conta na terça-feira.

"Violando disposições legais, o Vice-Presidente do Benfica, Rui Gomes da Silva, produziu na segunda-feira, dia 25 de Abril, declarações públicas onde afirmava, nomeadamente, que 'as contas do Sporting não estão penhoradas mas estas estão congeladas. O Sporting não terá nenhuma capacidade caso se mantenha a situação', (...) desafiando o Presidente do Sporting CP a colocar 'no Facebook integralmente, sem nenhum corte, o texto que entregou no Tribunal Federal Suíço para justificar a impossibilidade que o Sporting tem para pagar aqueles montantes', referindo-se a um suposto texto do recurso do Sporting CP no 'caso Doyen'. Tais declarações são susceptíveis de produzir um impacto directo relevante sobre a Sporting SAD e sobre os valores mobiliários por si emitidos, bem como sobre o respectivo preço, constituindo a sua divulgação um ilícito muito grave nos termos do CMVM", pode ler-se no comunicado no site do Sporting.

Por João Socorro Viegas
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.