Dias Ferreira: «Tudo não passou de folclore!»

Jurista não se mostra surpreendido com o desfecho do «caso Slimani»

• Foto: Luís Miguel Neves

Dias Ferreira não se mostra surpreendido com a decisão tomada pelo Conselho de Disicplina da FPF, de arquivar as queixas do Benfica, contra Slimani, e do Sporting, contra Jardel e Eliseu. "Não posso dizer que não fosse um desenlace esperado, especialmente a partir do momento em que o Sporting conseguiu revogar a primeira decisão do Conselho de Disciplina de arquivar a queixa em relação aos lance do Benfica", reconhece o jurista, admitindo, porém, que "a justiça desportiva é sempre muito relativa".

O antigo dirigente do clube de Alvalade reconhece que a pressão exercida pelo clube de Alvalade, ao longo deste processo, acabou por ser determinante para o desfecho agora conhecido. "Era preciso andar sob pressão. Passou a haver uma pressão externa, uma sensação de que o caso nunca mais tinha uma decisão. Essa pressão externa acabou por apressar a decisão", assume, concretizando: "Começou a perceber-se que só no final da época haveria uma decisão com castigo."

O também comentador televisivo deixa transparecer que o internacional argelino acabou por ser a principal vítima de todo este imbróglio - "A pressão que houve sobre o Slimani já foi suficiente" - e atribui responsabilidades, nesta situação, ao eterno rival: "Quem fez mais barulho foi o Benfica e a comunicação social afeta ao Benfica. Mas, tudo não passou do folclore que fizeram. Foi o ano todo a fazer folclore. É disso que o povo gosta!"

Por João Lopes
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.