Eduarda Proença de Carvalho desconhece pressões: «Sempre disse aquilo que quis»

Advogada assinou Comissão de Honra de Bruno de Carvalho e comentou acusações de Madeira Rodrigues

• Foto: Luís Manuel Neves

Eduarda Proença de Carvalho, cujo nome está na Comissão de Honra da recandidatura de Bruno de Carvalho e que pertence ao Conselho Leonino, garantiu desconhecer a existência de quaisquer pressões para a assinatura daquela lista, denunciadas por Pedro Madeira Rodrigues, candidato à presidência do clube verde e branco.

"Eu não sei o que é pressionar, não sei o que é coagir, isso para mim são palavras punidas pelo código penal. Não entendo como se usam esse tipo de palavras para afirmar seja o que for. Se realmente existiram pessoas coagidas ou pressionadas, não sei em quê, o que querem, o que pretendem, porque isso são palavras muito graves", afirmou a advogada à TSF.

"Fui eleita numa lista, estive quatro anos, e sempre disse aquilo que quis e me apeteceu. Quando o presidente me convidou pedi-lhe uma reunião que demorou quase duas horas e, numa conversa muito pessoal que demorou duas horas, resolvi aceitar com muita vontade e apoiar o projeto porque me parece que tem pernas para andar. A mim ninguém me condiciona, nunca recebi nada do Sporting, só dou", finalizou Proença de Carvalho.

3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.