Elias e a primeira passagem pelo Sporting: «Pedi para sair por causa de salários em atraso»

Médio brasileiro recorda situação conturbada em Alvalade em 2011/12

Elias chegou pela primeira vez ao Sporting em 2011/2012 e regressou anos mais tarde, em 2016. Em ambas as ocasiões, após a saída de Alvalade voltou ao Brasil, contudo o médio afirma que a primeira passagem ficou-lhe gravada na memória... pelos piores motivos.

"Quando cheguei ao futebol português, o Sporting estava a mudar de direção. Godinho Lopes entrou, contratou vários jogadores e trouxe o Domingos Paciência como treinador. Montámos uma equipa forte e iniciámos muito bem a temporada, sobretudo nos primeiros quatro meses de campeonato", começou por dizer o brasileiro, ao 'Goal'. Mas daí para a frente a história foi diferente: "Tínhamos tudo para terminar o ano bem, mas chegou dezembro e as coisa desandaram um pouco. A direção perdeu um pouco o rumo, demitiram o treinador e a equipa começou a cair na tabela".

"Perdemos a Taça de Portugal e, quando o ano virou, a crise política aumentou, com atrasos de salários, entre outras coisas, e Godinho saiu. Isso atrapalha, influencia dentro de campo. Por causa dos salários em atraso, pedi para sair e voltar ao Brasil", lembra o jogador de 34 anos, atualmente sem clube.

No entanto, Elias sublinha que não guarda "mágoa" pelo sucedido. "Sou muito grato ao Sporting, mesmo com todas as coisas que tive com Bruno de Carvalho, pelo facto de eu querer ficar no Flamengo. Gostei muito de ter jogado lá, Portugal foi um país muito bom para viver e o meu filho mais velho nasceu lá. Assim como no At. Madrid, não tenho nenhuma mágoa do Sporting. Queria ter sido campeão, até porque foi o único clube onde não o fui. Não tive esse 'gostinho'", remata o internacional brasileiro.

10
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0