Espinha dorsal totalmente partida

Um mês para esquecer

• Foto: Miguel Barreira

Há cerca de um mês, um grupo de 50 adeptos invadiu a Academia de Alcochete, agredindo tudo e todos e provocando o caos no Sporting. O objetivo era tirar satisfações com os jogadores, mas este horrível incidente acabou por alterar a história presente e possivelmente futura do Sporting. Isto porque, além da crise diretiva em que está envolvido o clube, há uma enorme perda de património: dos nove jogadores que saíram do clube alegando justa causa – a qual pode ou não ser validada pelos tribunais e pela FIFA –, Patrício, William, Bruno Fernandes, Battaglia, Gelson e Bas Dost eram pedras basilares da equipa (e dos ativos mais valiosos do plantel), com Podence e Rafael Leão a perfilarem-se como duas das principais promessas da formação verde e branca. O dinheiro perdido (carece igualmente de confirmação dos tribunais se estas rescisões têm ou não validade jurídica) é um duro rombo na reestruturação financeira do clube, o que coloca em causa a sustentabilidade financeira a curto prazo.

Ataque muito deficitário

Com as saídas de Rúben Ribeiro, Gelson, Bruno Fernandes, Bas Dost e Rafael Leão, o Sporting precisa urgentemente de ir ao mercado reforçar-se com soluções ofensivas. O ataque é um dos sectores mais deficitários e aquele que mais urgentemente necessita de retoques.

16
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.