Faltou coroa ao leão

Campeonato de recordes

A vitória de ontem em Braga foi insuficiente para garantir o título mas permitiu ao Sporting confirmar uma Liga de recordes a todos os níveis. De tal forma que, olhando ao percurso dos leões, pode dizer-se que ficou a faltar somente a coroa do 1º lugar que, diga-se, encaixaria na perfeição ao cabo de um campeonato histórico. Os números falam por si: nunca o clube de Alvalade nem Jorge Jesus (técnico tricampeão) tinham feito tantos pontos (86); o emblema leonino registou um novo máximo de vitórias numa única edição da prova (27); juntou-lhe ainda o recorde de triunfos do Sporting fora de casa (14); consagrou-se a equipa com mais pontos (44) a jogar na condição de visitante – fez, aliás, melhor pontuação do que em Alvalade (42); tornou-se a defesa menos batida da competição (21 golos), facto assegurado ontem em Braga; e foi ainda o clube que esteve mais jornadas na liderança (22 em 34), fosse isoladamente (15) ou de modo partilhado (7).

A estes feitos coletivos, poderiam acrescentar-se igualmente as nove vitórias consecutivas depois da derrota no dérbi de Alvalade, em março, ou feitos como o sucesso retumbante na Luz (3-0) e os dois triunfos sobre o FC Porto (2-0 e 3-1) na mesma época para o campeonato. Várias prestações individuais de nível elevado reforçam este conjunto de factos, nomeadamente de João Mário ou Slimani. E é bem significativo pensar que o Sporting não marcava tantos golos (111) numa época desde os tempos de Hector ‘Chirola’ Yazalde (119 em 1973/74).

Por Vítor Almeida Gonçalves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.