Frederico Varandas aposta na alta performance com projeto inovador

Clínico quer reformular academia com programa que visa a otimização do rendimento dos jogadores

• Foto: D.R. Record

Frederico Varandas pretende reformular o funcionamento da Academia de Alcochete e uma das inovações que a sua candidatura propõe é a criação da Unidade de Performance do Sporting (UPS). Este projeto visa otimizar a performance física dos atletas, através do uso das mais diversas ferramentas de treino, tornando-os mais robustos e menos propensos a lesões. Reduzir o número de problemas físicos é, aliás, o grande objetivo do programa, assim como promover melhores cuidados de reabilitação e alta performance, através de uma política de educação e proatividade dos jogadores.

A Unidade de Performance do Sporting já foi implantada por Francisco Varandas na época passada, em consonância com Jorge Jesus, mas o plano que o clínico pretende agora estabelecer abrange todos os escalões de formação, e não apenas a equipa sénior.

Esta unidade será da responsabilidade do médico João Pedro Araújo, que exerce o cargo de diretor clínico do Al Jazira (Emirados Árabes Unidos), além do de consultor médico do Centro Médico de Excelência da FIFA. João Pedro Araújo já trabalhou também no Sp. Braga.

Ciência ao serviço do treino

A Unidade de Performance pressupõe uma ligação mais estreita entre a ciência e o treino, com recurso à tecnologia, e o seu intuito passa por monitorizar as cargas de treino, desenvolver planos de melhoria das capacidades físicas, criar uma filosofia de trabalho, reabilitar os atletas, desenvolver planos individuais de preparação, além de uma rotina de trabalho de preparação treino/jogo em todos os escalões.

Modelo aplicável às modalidades

A criação da Unidade de Performance Sporting vai permitir igualmente otimizar o rendimento dos praticantes das diversas modalidades do clube. Depois da sua implantação transversal na Academia de Alcochete, Frederico Varandas pretende enraizar o programa nas modalidades e nas respetivas equipas de formação.

"É necessário inovar outra vez"

Com a implantação do projeto Unidade de Performance, Frederico Varandas pretende mudar o paradigma do desempenho do atleta. O clínico diz que, no futebol, "ainda há muita resistência à ciência", especialmente por o treino ser um campo quase da exclusividade da equipa técnica, mas considera que, hoje em dia, uma coisa não é dissociável da outra.

"Noventa por cento das lesões acontecem no treino. Três ou quatro lesões em jogadores-chave podem acabar com uma época. Nós estamos aqui para precaver o risco de lesão, porque tratar qualquer um pode fazê-lo", afirmou Frederico Varandas.

O candidato entende que a criação da academia, em 2002, "revolucionou" o modelo de formação do Sporting, mas agora entende que "é necessário inovar outra vez". Nessa medida, Frederico Varandas garante um "investimento" indispensável em Alcochete, ao nível da otimização do rendimento dos jogadores, mas também promete reformular o scouting do clube, tal como a sua rede de olheiros.

Na Academia Sporting, Varandas prevê igualmente apenas um coordenador técnico, responsável pela ligação entre os treinadores dos sub-23, juniores, juvenis, iniciados e infantis. Como se vê, uma reforma total.

RESPONSABILIDADES DA UNIDADE DE PERFORMANCE

1) Monitorizar as cargas de treino/competição, com auxílio de tecnologias e conhecimento científico atual

2) Desenvolver planos de melhoria das capacidades físicas dos atletas tendo em conta as especificidades de cada atleta e a filosofia de jogo adotada

3) Criar uma filosofia de trabalho transversal a todo o clube, desde os escalões mais jovens da formação até à equipa principal

4) Apostar em estratégias de evolução do jogador a longo prazo desde os escalões mais precoces na academia

5) Monitorizar a composição corporal dos atletas

6) Desenvolver planos individuais e coletivos de suplementação

7) Educar os atletas para as necessidades nutricionais de futebolistas profissionais e comportamentos antidoping

8) Criar uma rotina de trabalho de preparação para treino/jogo longitudinal a todos os escalões do clube

9) Reabilitar os atletas com recurso a conhecimento científico e às técnicas mais avançadas

10) Desenvolver planos individuais de preparação para treino/competição

11) Apostar em estratégias de educação dos atletas mais jovens no que respeita à manutenção da sua condição física

12) Assegurar um ‘return to play’ seguro e eficiente em sintonia com a equipa técnica

13) Desenvolver protocolos de reabilitação e critérios de progressão transversais a todos os escalões do clube


Por Alexandre Moita
5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.