Gelson nas mãos de Bruno

Prazo para ativar a cláusula do extremo expirou a 1 de julho: 60 milhões podem já não chegar para tirar a ‘pérola’ de Alvalade

• Foto: Miguel Barreira

Gelson Martins de saída? Só se Bruno de Carvalho quiser. À semelhança do que aconteceu com Slimani na época passada, o extremo viu expirar no passado dia 1 de julho o prazo de execução da sua cláusula de rescisão, de 60 milhões de euros, o que significa que o Sporting não está mais obrigado a libertar o internacional português por esse valor.

Record sabe que na renovação de contrato celebrada entre o jogador e a SAD, em fevereiro deste ano, ficou estabelecido que a cifra que protege Gelson não sofreria qualquer alteração: incluiu-se, porém, um mecanismo que limitou a validade da cláusula de 15 de maio ao primeiro dia de julho e que após o seu término a SAD teria a total reserva para decidir sobre todas as ofertas pelo futebolista. O ‘acelerador’ de cláusula, que pressupunha o pagamento de 1,5 milhões de euros ao atleta para subir a ‘proteção’ até aos 100, acabou, também, por perder a validade.

Recorde-se que nos últimos meses se acumularam os interessados nos serviços de Gelson, que ‘explodiu’ em Alvalade, ao estabelecer-se como titular indiscutível dos leões (em 44 jogos, foi utilizado nessa condição em 41) e fechando o ano desportivo como o jogador mais utilizado por Jesus. Barcelona, Manchester City e Real Madrid são alguns dos clubes que têm o extremo no radar, ainda que nunca tenham avançado com qualquer abordagem oficial. Prometem, ainda assim, continuar atentos ao crescimento de Gelson, que reapareceu na pré-temporada 2017/18 a todo o gás: fez, diante do Monaco, na apresentação do plantel (dia 22 de agosto), o primeiro particular desta preparação e ajudou o Sporting a vencer o clube de Jardim, por 2-1.

Slimani tinha promessa da SAD

Islam Slimani foi o exemplo mais recente de um futebolista cuja renovação implicou a integração de um prazo para a execução da cláusula de rescisão. No caso do avançado argelino, o valor fixava-se nos 30 milhões de euros e a validade expirou a 30 de junho de 2016. Ainda assim, Super Slim acabou por abandonar o Sporting, pois tinha a promessa da SAD em deixá-lo partir para um campeonato de topo: o Leicester chegou-se à frente e levou-o para a Premier League por 30 milhões mais 5 por objetivos.

Por Alexandre Carvalho e Bruno Fernandes
14
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.