Em declarações ao ‘Jornal Económico’, fonte da Holdimo, segunda maior acionista da SAD do Sporting, não tem dúvidas quanto ao desfecho de todo este imbróglio diretivo: "Bruno de Carvalho pode ser destituído já hoje [ontem], ou amanhã [hoje] pela comissão de gestão. Penso que será previsível que convoquem uma assembleia geral para a destituição dos restantes elementos. Neste momento é este o quadro. Ele [Bruno de Carvalho] disse que não vai acatar, mas agora é uma questão de autoridade. Os órgãos estão a exercer as competências que os estatutos lhe atribuem e portanto se houver algum impedimento terão de recorrer à autoridade pública para que se faça cumprir."