Record

Jefferson quer fazer história

espera cobrança à ALTURA dos melhores

Jefferson quer fazer história
Jefferson quer fazer história

Jefferson está apostado em figurar junto aos melhores laterais-esquerdos da história do Sporting. O brasileiro de 24 anos, contratado ao Estoril, sabe que a expectativa de equipa técnica, dirigentes e adeptos é elevada, mas sente-se preparado para corresponder à responsabilidade de suceder a nomes como Rui Jorge, Tello ou Emiliano Insúa, os últimos que passaram com sucesso pela posição, em Alvalade. “Estou consciente de que vão exigir muito de mim”, reconhece o defesa, em entrevista ao jornal “Sporting”, hoje nas bancas, perspetivando aquele que será o maior desafio da carreira.

Entre a Amoreira e o Brasil

Primeiro reforço da “Era Bruno de Carvalho”, Jefferson convenceu os responsáveis leoninos a investirem na sua contratação depois de uma época bem-sucedida no Estoril, o único clube que conheceu em Portugal. O baiano realizou 32 jogos, sob comando de Marco Silva, e assinou 5 golos, um dos quais curiosamente ao Sporting, na Amoreira, numa vitória por 3-1, para o campeonato. A primeira passagem do lateral pelo nosso país datava de 2010/11, igualmente no clube canarinho, então na 2.ª Liga. Lançado por Vinícius Eutrópio, participou em 31 desafios e fez 2 golos. Pelo meio, a carreira de Jefferson esteve dividida por nada menos do que oito emblemas brasileiros. Além do Fluminense e do Palmeiras, os mais relevantes, representou ainda São Caetano, Americana, Grémio Barueri, Grémio Prudente, Náutico e Santa Cruz.

A próxima etapa é para cumprir em Alvalade e, se for levada até ao fim, será duradoura. Jefferson comprometeu-se com o Sporting por quatro épocas, até 2017. Os leões desembolsaram 400 mil euros por metade do passe. O jogador partiu de férias depois de ser apresentado como reforço verde e branco.

Elevar a fasquia

A contratação de Jefferson foi um processo de rápida conclusão, pois o esquerdino há muito que estava referenciado por Augusto Inácio e restante estrutura de futebol. Os dirigentes optaram pelo brasileiro, em detrimento de Joãozinho, depois de avaliarem dois pressupostos principais: o custo da operação (que no caso do português seria de 1 milhão de euros) e o potencial de retorno desportivo (que favoreceu igualmente Jefferson). Joãozinho esteve meia época no Sporting, cedido pelo Beira-Mar, tendo efetuado 13 jogos.

Ansioso pelo início da aventura

O defesa que marcou, no Estádio da Luz, o golo que desviou o Benfica do caminho do título está de férias, mas nem por isso deixa de revelar a ansiedade que sente por iniciar a nova aventura em Alvalade. E utiliza os meios que tem à disposição para demonstrar os seus sentimentos. “Estou ansioso” escreveu, esta semana, na sua página oficial no Facebook. Lembre-se que a espera ainda será longa, já que os leões apenas voltarão ao trabalho a no início do mês de julho, mais concretamente no dia 1, em plena Academia de Alcochete.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

M