Jesus: «O golpe de karaté era duas vezes penálti»

Treinador fala de decisão acertada de Soares Dias

A carregar o vídeo ...
Jesus: «Coates e Mathieu normalmente não deixam tanto espaço»

Jorge Jesus analisou a vitória do Sporting no reduto do Feirense, admitindo que o adversário causou dificuldades aos leões.

"O importante é a vitória. Foi um grande jogo, principalmente na segunda parte. O Feirense é bem organizado, com jogadores no setor ofensivo rápidos e criativos e não e fácil segurá-los. Durante esta semana o Mathieu esteve doente, o Seba [Coates] veio da seleção sem competir, chegou ontem de manhã e chegou completamente alterado. Isso notou-se no jogo, a forma como antecipam o jogo e hoje não o conseguiram fazer", começou por dizer à Sport TV.

O treinador falou depois do golo da vitória, sublinhando que o penálti foi tão claro que... deveria ser a dobrar: "O Sporting acreditou até ao fim que poderia ganhar. O penálti, se fosse a dobrar… É um golpe de karaté, duas vezes penálti. A equipa de arbitragem esteve bem, Soares Dias é um bom árbitro. Às vezes é um defeito dos árbitros portugueses marcarem muitas faltas, mas foi um grande jogo com três grandes equipas. Só ganhámos porque estamos com alma e com crença".
Jesus teve de colocar Battaglia a lateral direito após a lesão de Piccini, mas o médio correspondeu: "Não foi fácil adaptar a alteração. O Battaglia - que eu saiba - nunca jogou ali. Era uma decisão que tinha de tomar. Ou puxar o Jonathan e pôr o Bruno à esquerda. Comecei a pensar que ficar pior em dois lugares é pior do que num e falei dois segundos com o Battaglia. Disse-me: 'tranquilo, que faço essa posição'. Meti o Alan mas perdemo-nos. Falei ao intervalo e entrámos muito fortes. 2-0, não quis mexer muito, eles arriscaram mais e foram compensados. Foi tática e tecnicamente emotivo".

O técnico explicou ainda que Bas Dost não era para marcar o penálti, mas acabou por fazê-lo: "Quem bate é o Bas Dost e ontem treinámos, mas ele não tava bem. Disse que era o Bruno que marcava, mas ele disse que o Bas estava com confiança e não falhou".

Por fim, o técnico sublinhou os cinco jogos com outras tantas vitórias, lembrando ainda o apoio dos adeptos: "Tivemos um mês de agosto fantástico, vamos ter mais um em setembro. Ganhar os primeiros cinco jogos nunca o fiz. Não há muitos que o tenham feito. O importante é que sabíamos que tínhamos uma batalha difícil. Nesta baliza os adeptos também nos empurraram para a vitória".

Por Bruno Fernandes e Luís Miroto Simões
31
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.